Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/06/2015 19:45

Justiça determina que 80% dos enfermeiros devem retornar às atividades

Campo Grande News

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) determinou que 80% dos enfermeiros de Campo Grande, que estão em greve, devem retornar as atividades a partir desta terça-feira (22) em todos os postos de saúde. A decisão foi tomada pelo desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho.

Veja Mais
› Greve na enfermagem prejudica usuários e centro suspende exames
› Enfermagem anuncia greve a partir de sábado na rede municipal de Saúde

A greve começou no sábado (20) sob orientação da Comissão do Comando de Greve dos Trabalhadores Públicos em Enfermagem da Prefeitura Municipal. Se a decisão da Justiça não for cumprida, a categoria terá que pagar R$ 3 mil de multa por dia.

O representante da comissão Hederson Fritz disse que ainda não foi notificado sobre a decisão. Assim que for, uma assembleia será feita para definir o rumo da greve.

Hoje 100% do efetivo das unidades de atenção básica está paralisado. Nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), na área vermelha e amarela não teve redução de enfermeiros, somente 30% do pessoal que atua na aréa azul e verde paralisou as atividades.

Nos CRSs (Centros Regionais de Saúde), 70% dos enfermeiros da área azul e verde estão parados, sendo que na área vermelha e amarela não teve alteração. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel à Urgência) não houve alteração no efetivo operacional, mas 100% do efetivo administrativo parou.

 

As unidades de saúde estão com faixas informativas sobre a greve. (Foto: Marcelo Calazans)As unidades de saúde estão com faixas informativas sobre a greve. (Foto: Marcelo Calazans)

O CEM também teve todo o efetivo dos enfermeiros paralisado. Já nos CAPs (Centro de Atenção Psicossocial), Hospital da Mulher e Pai (Pronto Atendimento Integral) está com 50% do efetivo paralisado.

A greve fez crescer a demanda nas unidades desaúde, principalmente de usuários que precisam fazer exames. O problema é que os procedimentos são realizados exclusivamente pelas equipes de enfermeiros nos postos de saúde de Campo Grande.

No CEM (Centro de Especialidades Médicas), por exemplo, três exames deixaram de ser feitos: eletrocardiograma, eletroencefalograma e exames oftalmológicos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)