Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/09/2004 06:36

Justiça desapropria fazenda de 1,6 mil ha em Nioaque

André Felipe/Campo Grande News

A Justiça Federal desapropriou hoje a fazenda Areias Ponteio, no município de Nioaque, que fica a 171 quilômetros de Campo Grande. A propriedade conta com 1.634 hectares. Segundo a assessoria do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), a posse da área aconteceu com base na decisão do juiz federal Renato Toniasso, da 1ª Vara Federal da Capital. Além disso, a Justiça indeferiu recurso contra a desapropriação da fazenda Matinha, em Campo Grande.
O procurador-chefe do Incra, Antônio Augusto de Barros, disse que o processo de desapropriação de fazendas ainda é demorado em virtude da quantidade de recursos nestes casos. Segundo ele, o Poder Judiciário está buscando agilizar todas as ações relacionadas a reforma agrária no Estado. Somente neste ano foram desapropriadas cinco imóveis.
Também foram feitas neste ano duas compras de fazendas: a Itamarati II, em Ponta Porã, e Terra do Boi, em Juti. A assessoria do Incra informou que no caso específico da Terra do Boi, o órgão cumpriu com todos os compromissos e, com isso, acabou colocando um ponto final no conflito entre colonos e índios no distrito de Panambi, em Dourados. Agora, os produtores já receberam uma certidão que permite a solicitação de crédito bancário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)