Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/10/2013 17:02

Justiça concede liminar e suspende licitação sob suspeita das funerárias

Campo Grande News

A Justiça suspendeu, na tarde de hoje (22), a concorrência 07/2013, que vai selecionar 20 empresas para a exploração dos serviços funerários em Campo Grande. O juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos, Alexandre Tsuyoshi Ito, concedeu a liminar no mandado de segurança apresentadop ela Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias).

Com a decisão, a prefeitura não pode abrir as propostas, prevista para as 8h de amanhã. Ele determinou a notificação do prefeito Alcides Bernal (PP) para se manifestar sobre as denúncias de que a concorrência contém exigências “abusivas, ilegais e inconstitucionais”.

Desde o início do ano, a prefeitura vem mantendo contratos emergências com 14 empresas funerárias. A nova licitação visa conceder outorga onerosa para 20 empresas. No entanto, a entidade alega que a licitação está com vários vícios e recorreu contra o certame na Justiça e no Tribunal de Contas do Estado.

Conforme a Aepaf/MS, que pede a anulação da licitação, a prefeitura está instituindo um novo tributo, já que exige o pagamento de 1% sobre o faturamento por mês à Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Delegados). O mesmo percentual será pago à Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano).

“Ocorre que a Lei Municipal nº 3.909/2001, que regulamenta os serviços funerários nesta Capital, e na qual se baseia o Edital impugnado, não instituiu, em seu texto, a cobrança de referida taxas por exercício do poder de polícia”, alega a assessoria jurídica da entidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)