Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/01/2013 07:20

Justiça começa a julgar mais três acusados da morte da juíza Patrícia Acioli

Vitor Abdala, Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Justiça do Rio de Janeiro começa a julgar agora de manhã mais três policiais militares acusados de matar a juíza Patrícia Acioli em agosto de 2011. A magistrada era responsável pelo Tribunal do Júri de São Gonçalo, no Grande Rio, e foi executada com 21 tiros quando chegava em casa à noite, no município de Niterói.

Junior Cezar de Medeiros, Jefferson de Araújo Miranda e Jovanis Falcão vão ser julgados no 3º Tribunal do Júri de Niterói, e as sessões devem durar três dias. Eles respondem por homicídio triplamente qualificado e formação de quadrilha, cujas penas variam de dois a 30 anos de prisão.

Ao todo, 11 policiais militares são acusados de participar do assassinato da juíza, que era considerada linha-dura em relação a crimes cometidos por agentes da lei. O primeiro acusado, o cabo Sérgio Costa Júnior, foi beneficiado com a delação premiada e julgado sozinho, em dezembro do ano passado. Mesmo tendo colaborado com a Justiça, foi condenado a 21 anos de prisão em regime fechado.

Mais sete policiais acusados aguardam decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o julgamento.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)