Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/05/2014 07:13

Justiça bloqueia R$ 242,5 mil em bens de ex-prefeito

Alan Diógenes, Campo Grande News

A Justiça acatou o pedido do MPF (Ministério Público Federal) em Mato Grosso do Sul e determinou o bloqueio de R$242,5 mil em bens móveis e imóveis do ex-prefeito de Bodoquena, Umberto Machado Aripe. O ex-prefeito foi denunciado pelo MPF/MS por improbidade administrativa, pela má aplicação de recursos do Ministério do Turismo que deveriam ter sido destinados ao turismo local.

Em 2007, o ex-prefeito firmou com o Ministério do Turismo o convênio nº104/2007, que iria incentivar atividades turísticas em Bodoquena, que fica próxima a Bonito, cidade que atrai um grande número de visitantes. O investimento do governo federal foi de R$ 242,5 mil. A prefeitura teria de entrar com contrapartida de R$ 7m5 mil.

O recurso foi transferido para conta corrente do município, criada unicamente para este convênio e depois retirado e utilizado para outros fins. Sempre que questionado, o ex-prefeito informava que o projeto não havia começado, mas que o dinheiro permanecia depositado.

O Governo do Estado era responsável por fiscalizar a aplicação dos recursos e etapas de pré-execução do projeto. Nas prestações de conta ao estado, a prefeitura sempre afirmava que o valor permanecia depositado, mas sendo corrigido monetariamente.

A investigação revelou que o dinheiro do convênio foi retirado da conta em novembro de 2007. A prefeitura nem chegou a depositar a contrapartida. De acordo com o relatório da investigação, mesmo após o saque, o ex-prefeito encaminhava relatórios mensais, constando que não foram efetuadas despesas e pagamentos no período respectivo, como se os recursos estivessem na conta específica do convênio devidamente aplicados. Nenhuma ação do projeto foi executada.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)