Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/10/2006 22:18

Justiça autoriza apreensão de passaporte de pilotos

Cecília Jorge e Raquel Mariano /ABr

O juiz titular da 2ª Vara da Comarca de Peixoto de Azevedo (MT), Tiago Souza Nogueira de Abreu, autorizou a busca e apreensão do passaporte dos americanos Jean Paul Palladino e Joseph Lepore, que pilotavam o Legacy 600 supostamente envolvido no acidente com o Boeing 737-800 da Gol.


A apreensão, segundo o juiz, valerá até que a presença deles seja necessária para esclarecer o caso. “A decisão foi no sentido de autorizar a busca e apreensão dos passaportes até que seja concluída a investigação criminal, uma vez que existem várias linhas de investigação e não está descartada a hipótese de uma falha por parte dos tripulantes”, justificou.


De acordo com Abreu, a apreensão não tem prazo definido e dependerá de uma outra ordem judicial para ser suspensa.


O pedido de busca e apreensão dos passaportes foi feito pelo promotor da Comarca de Peixoto de Azevedo, Adriano Roberto Alves. Na solicitação, ele argumentou que “é necessário preservar as duas importantes testemunhas do evento”.

O promotor também apresentou como justificativa a suspeita de que a colisão tenha sido provocada por falha humana. Nos dois aviões estava instalado um sistema conhecido como TCAS (Traffic Collision Avoidance System), que registra a aproximação de outra aeronave, emite alertas sonoros e visuais, e ainda orienta a tripulação para corrigir a rota e evitar uma colisão.


No requerimento, o promotor destacou ainda que uma das linhas de investigação aponta que o TCAS do Legacy poderia estar desligado ou mesmo fora de operação no momento do choque. “Os testemunhos dos pilotos serão essenciais quando houver o confronto das perícias e de outros depoimentos, já que eles são estrangeiros e a saída do Brasil poderá dificultar ou atrasar em anos as investigações”, alegou.

O Boeing 737-800 da Gol caiu a cerca de 200 quilômetros do município de Peixoto de Azevedo, na sexta-feira (29), supostamente após uma colisão com o jato Legacy 600. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), nenhuma das 155 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes, sobreviveu. O avião tinha saído de Manaus (AM) e faria escala em Brasília antes de chegar ao Rio de Janeiro.


Já o Legacy 600 havia deixado a cidade de São José dos Campos (SP) e ia para os Estados Unidos, com escala em Manaus. Depois do acidente, o piloto conseguiu levar o jato até a base aérea de Cachimbo, no Pará.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)