Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/07/2013 06:51

Juíza cassa o mandato de vereador e anula seus votos

Zemil Rocha, Campo Grande News
Foto: Campo Grande NewsFoto: Campo Grande News

Mais um vereador foi cassado por decisão da juíza Elizabeth Rosa Baish, da 35ª Zona Eleitoral, um mês após o presidente da Câmara de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB), ter sido afastado por sentença da mesma magistrada. Desta vez, o vereador Paulo Pedra (PDT) é que teve o mandato cassado e teve decretada a inelegibilidade por oito anos, em sentença prolatada nesta segunda-feira (22), sob a acusação de compra de votos.

“Não esperava essa cassação. Na minha avaliação, não havia uma prova material ou testemunhal que embasasse essa cassação. Mas é decisão da Justiça”, afirmou Paulo Pedra, ao falar sobre a decisão. Indagado se já havia sido notificado, Pedra respondeu: “A decisão saiu agora à noite. Não deu tempo de nada, não fui notificado ainda”.

Na decisão desta noite a juíza Elisabeth Baish anulou os votos da eleição de 2012 conferidos ao vereador Paulo Pedra. Novos cálculos foram determinados por ela para se determinar a quem caberá a vaga. Questionado sobre quem seria seu suplente para a vaga aberta na Câmara, Pedra declarou: “Ainda não sei. Como ela mandou totalizar novamente os votos, temos que esperar para saber quem será o suplente.”

A partir da sua notificação, Pedra deixa de exercer o mandato na Câmara, mas do mesmo jeito que Mario Cesar vai ingressar com recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), com pedido de liminar, para cassar a decisão da juíza Elisabeth Baish. O advogado Valeriano Fontoura já está preparando o recurso para que Pedra retome o cargo o mais rapidamente possível.

No caso de Mario Cesar, a decisão perdurou por apenas dois dias, havendo suspensão da sentença e o peemedebista tendo voltado a presidir a Câmara de Campo Grande.

Há mais três vereadores correndo o risco de terem o mandato cassado em razão da acusação de compra de votos:Alceu Bueno (PSL), Deley Pinheiro (PSD) e Thais Helena (PT), esta licenciada da Câmara e atualmente ocupando o cargo de secretária municipal de Assistência Social.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)