Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/12/2014 16:30

Juiz volta a afastar vereadores envolvidos na "farra das diárias"

Campo Grande News

O Ministério Público de Ribas do Rio Pardo - distante 103 km de Campo Grande, entrou com uma ação penal contra 7 vereadores acusados de participação na "farra das diárias". O juiz de Direito em substituição, Marcelo Andrade Campos Silva, concedeu liminar em que estabeleceu regras a serem cumpridas por eles.

Nesta semana, o desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho decidiu que o afastamento dos vereadores não é adequado para a situação e os reconduziu ao cargo. Com a decisão de hoje do juiz, os parlamentares continuam afastados de suas funções. Para a defesa, a "medida é desnecessária e violadora de direitos constituições fundamentais dos vereadores".

Conforme a decisão judicial, os 7 vereadores ficam responsável por comparecer mensalmente em juízo para justificar suas atividades e precisam participar de todos os atos processuais, tanto na investigação quanto da fase judicial. Eles também estão proibidos de frequentar à Câmara de vereadores e a residência dos demais acusados e testemunhas do caso.

O juíz também determinou que os acusados precisam se recolher em suas casas no período noturno (das 19h às 6h) e nos dias de folga, como domingos e feriados. Eles ainda estão proibidos de se ausentar da comarca por mais de 7 dias sem comunicação ao juízo e nem de se ausentar do país, enquanto o processo correr.

Ainda na determinação judicial, ficou estabelecido o pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil para cada vereador acusado, R$ 900 para os servidores e R$ 5 mil para os empresários. Isso para que eles tenham direitos de dormir em casa e não permaneçam presos.

Caso - De acordo com a investigação do Ministério Público Estadual, os vereadores faziam saques de dinheiro em um supermercado do município, pagavam pensão alimentícia com dinheiro público, forjavam relatórios de viagens e ensinavam os colegas a seguir com os esquemas fraudulentos.

O ministério fez uma relação de crimes cometidos por cada um dos acusados. O grupo também contratava empresas sem licitação ou por procedimentos licitatórios que não passavam de farsa, para beneficiar empresas de familiares e de amigos dos agentes públicos.

Foram afastados, o ex-presidente da Casa de Leis Adalberto Alexandre Domingues, o Betinho (PRTB), a vereadora Lucineide Friosi (PSC), o presidente da Câmara, Antonino Ângelo da Silva, vice-presidente, Célia Regina Ribeiro, Cláudio Roberto Siqueira Lins, Diony Erick Lima, Fabiano Duarte de Souza, Justino Machado Nogueira e Lucineide Friosi (PSC) .

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)