Cassilândia, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

Últimas Notícias

01/09/2018 18:10

Juiz proíbe uso de fogos de artifício em atos políticos em 4 cidades de MS

Humberto Marques, Campo Grande News

Portaria assinada em 30 de agosto pelo juiz eleitoral Guilherme Henrique Berto de Almada proibiu a queima de fogos de artifício “de qualquer espécie, natureza ou categoria”, durante atos políticos nos municípios integrantes da 33ª Zona Eleitoral –Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas e Tacuru– ao longo da campanha eleitoral. O dispositivo libera os rojões e similares apenas depois das 17h da data de votação do primeiro ou segundo turno, limitando seu uso até as 22h.


A deliberação foi publicada na edição de 3 de setembro do Diário Oficial do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), já disponível para consulta. Ele baseou a decisão em artigos que Código Penal que versam sobre explosões e venda de produtos do gênero, na Lei de Contravenções Penais e na legislação nacional sobre produtos controlados, todas destacadas diante da competência ao juiz eleitoral de tomar providências necessárias “à ordem e presteza do serviço eleitoral”.

Almada também destaca no dispositivo que o uso indiscriminado de fogos de artifício em áreas urbanas gera sérios desconfortos aos moradores e riscos para fauna e flora, “implicando em poluição sonora e outros crimes ambientais”. Ao mesmo tempo, aponta que o uso de artifícios explosivos em comícios, carreatas e outras manifestações políticas podem causar sérios acidentes; bem como risco de geração de poluição sonora.
A proibição à queima de fogos “de qualquer espécie, natureza ou categoria em evento de cunho eleitoral, notadamente, comícios, carreatas, caminhadas e passeatas” vale de segunda-feira a 7 de outubro ou 28 de outubro, “se houver segundo turno”, em propriedades particulares ou vias públicas de Japorã, Mundo Novo, Sete Quedas e Tacuru.


O dispositivo destaca que a prática em reuniões políticas só será permitida “no evento de comemoração do resultado final das eleições”, das 17h às 22h, “dotada das cautelas de segurança e respeitados os direitos de terceiros, sob pena de responder por excessos e eventuais infrações”. O uso indiscriminado não será tolerado, alerta o magistrado.
O descumprimento à portaria levará ao imediato encerramento do ato, apreensão dos fogos encontrados e responsabilização dos beneficiários, além de apuração de crime previsto no Código Eleitoral Brasileiro. Danos causados pelos explosivos serão de responsabilidade dos autores, partidos e coligações beneficiados. A fiscalização caberá às polícias Civil e Militar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 16 de Outubro de 2018
Segunda, 15 de Outubro de 2018
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)