Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/09/2005 10:01

Juiz pode converter pedido de separação dos cônjuges

STJ

A Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou válida a alteração do pedido de separação judicial por culpa de cônjuge em separação sem imputação de culpa às partes. Em primeiro grau, o pedido havia sido antes julgado parcialmente procedente para decretar a separação judicial por culpa recíproca dos cônjuges, e o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS), em apelação, manteve a separação do casal sem imputação de culpa aos cônjuges.

"A questão jurídica em debate foi com precisão resumida pelo ministro Castro Filho", afirmou o relator dos embargos de divergência, ministro Barros Monteiro. "É possível ao juiz decretar a separação judicial do casal por culpa recíproca ou insuportabilidade da vida em comum, quando o pedido de separação é fundado na culpa exclusiva de um dos cônjuges, ausente a reconvenção?" Para o relator, a resposta é afirmativa, em especial quando, como no caso específico, não restam conseqüências jurídicas da decretação da separação judicial.

O ministro citou precedentes nos quais foi temperada a orientação anterior da Quarta Turma que impedia a conversão, principalmente em razão de o novo Código Civil ter passado a permitir ao juiz levar em conta fatos que tornem evidente a impossibilidade da vida em comum. "Afastou-se o rígido entendimento anterior, cujo fundamento residia na impossibilidade de modificar-se a causa de pedir invocada pelo autor. A solução preconizada, então, era a de julgar-se improcedente o pedido, uma vez não demonstrada a culpa do cônjuge demandado", explicou o relator.

Mas o voto do ministro Ruy Rosado, que modificou tal entendimento, admitiu que, ante a insuportabilidade da vida conjugal, mesmo que não provados os motivos que os cônjuges apresentaram, a melhor solução seria decretar a separação do casal sem imputar a eles a prática de qualquer conduta ilícita.

"Não vejo razões plausíveis para manter-se o apego ao inflexível cânone processual, que veda a transmutação da causa de pedir, quando, ao fim e ao cabo, a improcedência da postulação não serve a nenhum dos litigantes. A separação é definitiva, não tem retorno. Se improcedente o pedido inicial, o ex-marido ou a ex-mulher haverão de renovar o litígio judicial, com custos e desgastes naturais", concluiu o ministro Barros Monteiro.

O pedido ao STJ era para se decretar a improcedência da ação, já que sustentada na culpa exclusiva da ré, esta não ter sido demonstrada e estar ausente a reconvenção. A Terceira Turma não conheceu do recurso especial, julgando que a alteração não implicava julgamento diverso do pedido pelo autor da ação.

A decisão foi então embargada, por ir de encontro a outra anterior, da Quarta Turma, que considerava impossível a alteração efetuada pelo juiz, já que a conseqüência natural da separação judicial litigiosa com base na culpa de um dos cônjuges na qual esta não resta provada seria a improcedência do pedido.

Murilo Pinto


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)