Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/09/2014 08:03

Juiz manda Caixa e sindicato devolverem taxa cobrada por 4 anos

Campo Grande News

A Justiça Federal condenou a Caixa Econômica Federal e o Sindimóveis/MS (Sindicato dos Corretores de Imóveis) a ressarcirem os consumidores que pagaram por taxa caução cobrada junto com a venda de imóveis.

A taxa foi cobrada de 2004 a 2011, mas a decisão do juiz federal substituto Fernando Nardon Nielsen determinou o ressarcimento apenas entre 29 de janeiro de 2007 e primeiro de janeiro de 2011. As irregularidades nos anos anteriores prescreveram. Uma liminar, deferida em maio de 2011, já havia suspendido a cobrança.

De acordo com o magistrado, os efeitos da sentença atingem a universalidade de pessoas que firmaram contratos de compra de imóveis localizados em Mato Grosso do Sul de propriedade da Caixa, independentemente do Estado em que residam.

Entretanto, os consumidores só terão direito à devolução dos valores após o trânsito em julgado do processo, quando não houver mais possibilidade de recursos.

Para o MPF (Ministério Público Federal), a Caixa adotou a “venda casada”, pois o interessado em adquirir um imóvel não tinha o direito de escolher o corretor de sua preferência.

As irregularidades eram investigadas pelo MPF desde julho de 2007, depois que mutuários denunciaram que somente após assinar contrato com o banco tomaram conhecimento da utilização do depósito caução para “cobrir despesas com documentação e remuneração dos serviços de corretagem”.

A cobrança, estabelecida por um convênio entre a Caixa e o Sindimóveis, era de 5% do valor do imóvel que se pretendia adquirir. Em 2009, o próprio banco alterou as normas que obrigavam a contratação de corretor de imóveis.

No entanto, conforme a denúncia, até o ano de 2011 o sindicato mantinha em seu poder chaves, objetos e documentos indispensáveis à habilitação dos interessados nos imóveis da Caixa.

O Sindimóveis foi procurado para se manifestar sobre a sentença, mas não se manifestou até a publicação desta matéria.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)