Cassilândia, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

11/08/2005 09:36

Juiz interroga preso via TV

TJ/MS

A Justiça de São Paulo começou ontem a usar o sistema de videoconferência nas audiências das varas criminais do Estado. A medida tem como objetivo dar agilidade aos processos e acabar com o chamado turismo penitenciário, que o preso faz ao ser transportado da prisão para o fórum."Com a redução dos deslocamentos dos detentos, diminuiremos automaticamente o risco de tentativas de resgate e a possibilidade de fugas", disse o governador, Geraldo Alckmin.

A primeira audiência foi realizada às 9h, com o interrogatório de um preso do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros. A sala de audiência no fórum terá um terminal ligado à Intragov, rede de dados do governo com sinal digital. Ela funcionará 24 horas e terá o suporte da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp).

A videoconferência será feita por meio de duas televisões de 29 polegadas, uma no fórum e outra na prisão. Haverá ainda uma câmera em cada lugar, que se movimentará para garantir uma visão ampla a quem está do outro lado da rede. Essa câmera ficará na altura dos olhos do preso. Um telefone digital poderá ser usado pelos advogados para conversar privativamente com o cliente. Nesses momentos, o microfone da sala do preso será desligado para garantir a privacidade da instrução do defensor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
07:30
Loterias
Sexta, 24 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)