Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/04/2013 06:51

Juiz condena quatro por latrocínio de casal em Campo Grande

TJMS

O juiz titular da 5ª Vara Criminal de Campo Grande, Juliano Rodrigues Valentim, condenou quatro acusados de latrocínio do casal Alberto Raghiante Junior e Luzia Barbosa Damasceno Costa, ocorrido no dia 4 de julho de 2012 na rua Três Barras, em frente ao Grêmio 8 de Abril, no bairro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Outros dois réus foram denunciados, um deles, o militar M.A.S. por tráfico, o qual foi condenado. O réu M.V.R.P. está foragido.

Segundo a denúncia, os réus teriam subtraído o veículo Hyundai Azera, de propriedade de Alberto Raghiante Junior, mediante grave ameaça e violência, com emprego de arma de fogo, resultando na morte do casal. O casal foi rendido quando estava dentro do veículo de Alberto e os corpos foram encontrados em um matagal. O veículo foi levado para o Paraguai.

De acordo com a denúncia, o réu A. dos S.V., de dentro do presídio de segurança máxima, ordenou o roubo a N. do N. da S. que, juntamente com M.V.R.P. (foragido), teriam abordado o casal. J.A.G. e S.P. da S. estariam em outro veículo dando suporte aos primeiros. O militar foi preso na casa de N. do N. da S. com drogas e ambos foram condenados por tráfico.

O primeiro réu, N. do N. da S., foi condenado à pena de 32 anos, 8 meses e 27 dias de reclusão em regime fechado pelos crimes de latrocínio, tráfico de drogas e associação para o tráfico. O segundo condenado foi M. A. S., com pena total de 8 anos, 1 mês e três dias de reclusão em regime fechado, mais 1.209 dias-multa pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

O terceiro réu, S.P. da S., foi condenado à pena definitiva de 25 anos e 3 meses de reclusão em regime fechado e 97 dias-multa pelo crime de latrocínio. O quarto envolvido, J.A.G., também foi condenado pelo crime de latrocínio. Como era menor de 21 anos no dia do crime, sua pena foi reduzida para 21 anos e 15 dias de reclusão mais 81 dias-multa.

O quinto denunciado, A. dos S.V., foi condenado à pena de 30 anos de reclusão e 163 dias multa pelo crime de latrocínio, que teve entre suas agravantes o fato de ter sido o mandante do crime.

Processo n° 0040320-65.2012.8.12.0001

Autor da notícia: Secretaria de Comunicação Social - imprensa@tjms.jus.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)