Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/06/2007 06:41

Juiz autoriza aborto de feto anencefálico

TJGO

O juiz-substituto André Avancini D’Avila, em atuação na 1ª Vara Criminal de Goiânia, autorizou a interrupção da gravidez de E.S.L., que está gerando um feto anencefálico em razão do extravasamento de mais da metade da massa encefálica, má-formação denominada encefalocele occipital grave. O pedido foi feito por E.S.L., que está com aproximadamente 20 semanas de gestação mas, diante do diagnóstico, feito recentemente, passou a sofrer de depressão, ansiedade e estresse, conforme laudo médico, que também atestou ser a gravidez de alto risco.

Lembrando que a anencefalia é incompatível com a vida extra-uterina, André Avancini observou que este tipo de aborto - chamado aborto eugênico - é considerado uma atitude piedosa, em que o feto é portador de anomalia grave e incurável. Para o juiz, em 1940, quando foi regulamentado o aborto humanitário - autorizado nos casos em que a gestação resulta de estupro - a medicina não dispunha dos avanços tecnológicos de atualmente. "Se houvesse à época esses avanços para diagnóstico atuais, com muito mais razão teria sido contemplado expressamente o aborto eugênico",comentou.

Finalmente, além de citar jurisprudência favorável à autorização da medida nesses casos, o juiz lembrou parecer sobre o assunto emitido pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, o qual atesta que as complicações maternas decorrentes da gestação de feto anencéfalo são claras: a manutenção da gestação de feto anencefálico tende a se prolongar além de 40 semanas, sua associação com polihidrâminio (aumento do volume no líquido amniótico) é muito freqüente, associação com doença hipertensiva específica da gestação, alterações do comportamento e psicológicas para a gestante, dificuldades obstétricas e complicações do parto, puerpério (pós-parto) com maior incidência de hemorragias maternas por falta de contração uterina, maior incidência de infecções pós-cirúrgicas, entre outras. (Patrícia Papini)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)