Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/05/2004 15:23

Judiciário disponibiliza 85% dos processos na intenet

TJ - MS

Com a conclusão da implantação do Sistema de Automação Judiciária (SAJ) nas comarcas de Nova Andradina, Ivinhema (dia 3/5), Rio Brilhante e Itaporã (dia 10/05), o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul passa a ter 85% do volume de processos do Estado disponíveis na rede lógica e até o final do ano 94% da informatização do Judiciário estará concluída, já que há previsão de que mais 17 comarcas recebam o SAJ.
A informação significa
que, de maneira instantânea, qualquer cidadão poderá consultar os andamentos dos processos de Mato Grosso do Sul em qualquer parte do mundo, utilizando apenas um computador ligado à Internet.
As nove comarcas que não receberão o SAJ nesta gestão correspondem a 6% da movimentação processual do Estado e como dependem de investimentos na estrutura física dos imóveis, a implantação está prevista para a administração do biênio 2005/2006. O Vice-Presidente do Tribunal de Justiça, Des. Joenildo de Sousa Chaves, que participou da solenidade de inauguração do SAJ em Nova Andradina e Ivinhema, afirmou que é acompanhando os avanços tecnológicos que se pode vencer os obstáculos para melhorar a prestação jurisdicional.
Segundo o Desembargador, “o Poder Judiciário há algum tempo é o bode expiatório nacional, como se fosse o culpado por todas as mazelas da sociedade. Mas não é bem assim, as leis são feitas pelos legisladores e ao Judiciário cumpre apenas executá-las. Se realmente desejassem uma reforma do Judiciário, bastaria iniciar pelas leis, diminuindo prazos recursais e processuais, o resto poderia ser deixado de lado, pois com certeza o Judiciário daria conta do recado”, desabafou o Des. Joenildo de Sousa Chaves, referindo-se à informatização como uma das medidas implementadas para dar celeridade à prestação jurisdicional.
Para a Juíza Diretora do Foro da Comarca de Nova Andradina, Drª Gabriela Müller Junqueira, a implantação do SAJ tende a fazer com que o processo tenha uma movimentação rápida e, na medida que se julga mais, a população busca mais o Judiciário, porque passa a acreditar mais nele. “Estamos conscientes dessa tendência e motivados por saber que o serviço será mais simples e mais ágil”, comenta a Juíza.
A opinião é compartilhada com o Diretor do Foro da Comarca de Ivinhema, Dr. César Castilho Marques, que em seu discurso de inauguração destacou a dedicação e a vontade de querer aprender como principal atributo dos funcionários, os quais passaram a trabalhar no novo mundo da informática desde o dia 3 de maio.
“As pessoas devem se adaptar à informática e não ela com as pessoas”, explicou Guida Aparecida de Souza Travain, Escrevente Judicial, da Comarca de Ivinhema, que participou da primeira semana de treinamento do curso do SAJ na Capital e se sente preparada para a nova fase que se iniciou na segunda-feira (3).
As comarcas que estão recebendo o sistema contam também com o acompanhamento de uma equipe da Secretaria de Informática.

Novidades

A implantação do SAJ nas novas comarcas está trazendo novidades. Nas 20 comarcas anteriores, os dados estão sendo armazenados em servidores instalados nos fóruns das comarcas. A partir dessas novas inaugurações, a Secretaria de Informática estará reunindo todos os dados diretamente no servidor central do Tribunal de Justiça.
De acordo com o Diretor da Secretaria de Informática, Lício Sérgio Ferraz de Brito, isso possibilita a manutenção da central de armazenamento, sem a necessidade de se deslocar à comarca, além de deixar a rede mais livre, pois as consultas serão realizadas no servidor do TJ automaticamente.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)