Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/07/2011 14:11

Jucems amplia serviço de autenticação de livros digitais

Karina Lima, Campo Grande News

Campo Grande (MS) – A Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems) está ampliando o serviço de autenticação de livros digitais para os escritórios regionais dos municípios de Três Lagoas e Coxim. Atualmente o serviço é prestado somente nas cidades de Campo Grande e Dourados.

De acordo com o diretor-presidente da Junta Comercial, Wagner Bertoli, servidores destas regionais já foram capacitados para prestar o atendimento. “Estamos ampliando o serviço em Dourados e em Três Lagoas já está implantado. Coxim será na semana que vem”, informou. A próxima etapa é a capacitação de servidores das cidades de Corumbá e Naviraí.



Conforme Wagner Bertoli, o objetivo é otimizar a prestação de serviços com mais comodidade às empresas. “As empresas serão atendidas nas regionais e deixam de vir, por exemplo, para Campo Grande. É mais agilidade nos serviços prestados pela Junta Comercial, o que desafoga também a sede dos registros. O governo do Estado vem sempre investindo para prestar um atendimento melhor à sociedade”, ressaltou.



Segundo o secretário geral da Jucems, Nivaldo Domingos da Rocha, com a obrigatoriedade de transmissão da escrituração digital dos livros, todo o processo é feito por meio de assinaturas digitais que garantem a autenticidade dos documentos. “A escrituração é toda a contabilidade da empresa através de um livro eletrônico que deve ser transmitido via programa para a Receita Federal”, explica.



O processo digital proporciona para os empresários uma redução de custos com a dispensa de emissão e armazenamento de papéis. “Antes as empresas faziam um requerimento solicitando à Junta Comercial um malote para o envio destes dados ou traziam pessoalmente. Estamos evoluindo e o objetivo é levar o serviço de autenticação digital para as 18 regionais até o ano que vem”, adiantou Nivaldo.

Conforme o secretário geral da Jucems, a ampliação dos serviços deve atender também uma nova demanda. O envio da escrituração digital dos livros por enquanto é obrigatório apenas para as grandes empresas e do lucro real. A transmissão de dados também deve ser exigida a partir do ano que vem para as empresas de lucro presumido.

Bianca Caruso


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)