Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

Últimas Notícias

17/09/2018 17:00

Jovem que foi a 1ª bebê de proveta em MS se casa em Campo Grande

Noivo ficou muito emocionado e, desde o início do namoro, soube do procedimento inédito em MS que foi feito para o nascimento dela, há pouco mais de duas décadas.

G1MS
Noiva que foi o 1° bebê de proveta de MS se casou no final de semana — Foto: Graziela Rezende/G1 MSNoiva que foi o 1° bebê de proveta de MS se casou no final de semana — Foto: Graziela Rezende/G1 MS

"O que Deus preparou é maravilhoso". No altar, estas foram as palavras iniciais proferidas aos noivos, durante cerimônia de casamento, no último sábado (15), em Campo Grande. E os dizeres poderiam claramente estar no passado, já que, há 24 anos, nascia a noiva após o procedimento que a tornou a 1ª bebê de proveta de Mato Grosso do Sul.

"Fiquei sabendo que ele [noivo] está lá dentro pilhado, nervoso e muito emocionado. Estamos juntos há 4 anos e meio. Me lembro exatamente no início, quando ele foi conversar com meus pais e eles disseram: olha, ela é muito preciosa pra gente, explicando as razões do meu nascimento", relembrou ao G1 a farmacêutica Aline Caldas de Paula Neves, de 24 anos.

Na infância, ela diz que não entendia muito o que tinha ocorrido. No entanto, na adolescência conheceu mais sobre o assunto e nunca teve problemas ao dizer sobre o processo, atualmente conhecido como fertilização in vitro. "Costumo sempre falar que sou um milagre de Deus, porque na 1ª tentativa deu certo e, graças a ciência também, pela oportunidade de muitas mulheres serem mães", avaliou.

Ainda conforme a farmacêutica, o termo "bebê de proveta" ainda causa estranheza em muitas pessoas, que logo pensar se tratar de "uma criança diferente". "É apenas o método e sou muito agradecida aos meus pais, que deixaram de comprar a casa própria, na época, para realizar o sonho da maternidade. Quando minha mãe desconfiou que estava grávida, foi ao médico e sofreu fortes dores. Houve hemorragia e obstruiu uma trompa, tendo ela que retirar a do lado esquerdo".

Temos depois, em uma nova tentativa, a trompa direita com o mesmo problema e forte hemorragia. "Uma das opções seria adoção ou a fertilização in vitro (método de proveta). Meus pais estavam com o dinheiro guardado para comprar a casa deles e foi tudo investido no procedimento. Na época, os medicamentos vieram dos Estados Unidos e meu pai ia até o aeroporto para retirar. Minha mãe então tomou inúmeras injeções hormonais. Foram colhidos 6 espermatozóides e injetados no útero. Somente um fecundou e cá estou eu", brincou.

Infância
Com bom humor, Aline lembrou do tempo em que tinha 5 anos de idade e os colegas de sala não entendiam o que era uma criança de proveta. “Em sala de aula falávamos de gestação, eu falei para professora que fui feita em um tubo e todos riram de mim e eu chorei. Eu era criança e não entendia nada. Naquela época, meus pais começaram a me explicar sobre minha história. Com o tempo, entendi um pouco mais sobre mim”.

Em uma pasta vermelha, os pais de Aline, Regina Célia Caldas e Luiz Carlos de Paula Neves, guardam, com muito carinho e orgulho, diversos registros de fases da vida da filha, desde o dia em que Regina começou o tratamento de fertilização até momentos depois do nascimento.

Curiosidade
Os pais de Aline contaram ainda que, quando Aline nasceu, filas se formavam para conhecer o bebê de proveta. As pessoas, segundo eles, se aglomeravam tanto em frente a casa deles como na saída do hospital. “Ficava tudo cheio. O hospital, quando ela nasceu, colocou uma placa na frente dizendo que ninguém podia entrar”, lembrou Neves. “Tinha mãe que mandava o filho vir em casa para ver”, completou o pai. “Deviam achar que eu já tinha nascido grande, ou queriam ver se era de verdade”, brincou Aline.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Janeiro de 2019
09:00
Santo do dia
06:34
Cassilândia
Terça, 22 de Janeiro de 2019
09:00
Santo do dia
Segunda, 21 de Janeiro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)