Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/07/2013 12:16

Jogador Sul-mato-grossense volta a campo depois de 636 dias

Terra
Foto: blogs.bandFoto: blogs.band

Coritiba e Atlético-PR fazem neste domingo, a partir das 16h, no Estádio Couto Pereira, um clássico que reúne vários ingredientes para apimentar a maior rivalidade do Paraná - a começar pela situação das equipes. Com 12 pontos, o lado alviverde está na parte de cima da tabela, enquanto o rival rubro-negro soma apenas seis pontos, se encontra na zona de rebaixamento e será comandado pelo interino Alberto Valentim, uma vez que o técnico Vagner Mancini chegou apenas sexta-feira a Curitiba.

Porém, o que mais chamará atenção será a volta de Keirrison, que não joga desde outubro de 2011 -– quando defendia o Cruzeiro -– devido a duas rupturas do ligamento cruzado do joelho direito. São 636 dias de espera. O atacante foi relacionado para uma partida pela primeira vez desde que retornou ao Coritiba, em março de 2012.

Keirrison, que começará no banco, vive uma ansiedade que não esconde. E que cresce a cada minuto. "Estou ansioso, está difícil de dormir - mas, ao mesmo tempo, estou feliz por retornar. Se tiver a oportunidade de jogar, nem que seja alguns minutos, vou dar o meu máximo. Sempre busquei dar a volta por cima e esse será mais um desafio", disse.

Aos 24 anos, Keirrison anda às voltas com lesões e com altos e baixos na carreira. Em 2006, no Coritiba, uma lesão no ligamento do joelho o afastou por quase um ano. Em 2008, foi artilheiro do Campeonato Paranaense e do Campeonato Brasileiro. Ganhou projeção que o levou ao Palmeiras e ao Barcelona. Na Espanha, não foi aproveitado e acabou repassado para Benfica (POR), Fiorentina (ITA), Santos e Cruzeiro, sem brilhar. E ainda vieram as cirurgias em 2011 e 2012.

Por isso, ele sabe que o Atletiba tem tudo para marcar uma nova etapa em sua carreira. Mas pede paciência.– "Terei dificuldades, me faltará ritmo. Mas finalmente eu voltei", disse Keirrison, sonhando que este seja o Atletiba da sua vida. "Vai ter que ter. Pelo tempo que fiquei parado, vou ter muitas dificuldades, por conta da musculatura estar muito tempo parada. Falta ritmo de jogo, mas darei o meu máximo. Podem cobrar", completou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)