Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

01/06/2009 22:47

JE determina devolução de Sean Goldman ao pai americano

Vitor Abdala , Agência Brasil

Rio de Janeiro - A Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou que o padrasto do menino Sean Goldman, João Paulo Lins e Silva, entregue o menino ao seu pai biológico, David Goldman, até a próxima quarta-feira (3). Segundo o advogado de Lins e Silva, Sergio Tostes, um mandado de segurança já foi solicitado ao Tribunal Regional Federal da 2a Região, para tentar reverter a decisão.

A decisão é do juiz da 16a Vara Federal do Rio de Janeiro, Rafael de Souza Pereira Pinto. As informações são da própria defesa de João Paulo Lins e Silva. A Justiça Federal informou que não pode dar informações sobre o caso, porque o processo está correndo sob sigilo.

Ainda de acordo com informações da defesa, o menino, que tem 9 anos de idade e está há cinco anos com o padrasto no Brasil, terá que ser entregue ao Consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro até as 14 horas de quarta-feira. Caso isso não ocorra, a polícia deverá fazer cumprir a decisão.

“É a maior violência já cometida nesse país. O menino é um brasileiro nato. E essa é uma violência nunca vista contra um brasileiro nato”, afirmou o advogado Sergio Tostes.

Segundo Tostes, a mãe de Sean morreu em agosto do ano passado e, desde então, o menino tem ficado com o padrasto. A Justiça Federal considerou que, apesar de Lins e Silva não ter sido culpado por trazer Sean para o Brasil, ele deveria ter sido devolvido a criança espontaneamente ao pai norte-americano depois da morte da mãe.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)