Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

17/10/2017 17:20

JBS deve suspender novas contratações de funcionários em Cassilândia

Redação

O JBS estava anunciando a contratação de novos funcionários para o frigorífico de Cassilândia. Segundo informações existiam vagas em diversos setores e os interessados estavam se inscrevendo e o encerramento seria amanhã. Com a suspensão momentanea das atividades de todos os frigorificos da rede em MS,  também as contratações deverão ficar suspensas, segundo informação recebida pelo departamento de jornalismo da Rádio Patriarca. 

 

Veja o que diz o site Campo Grande News sobre a posição da Assembléia Legislativa de MS em matéria assinada pelos jornalistas Anahi Zurutuza e Leonardo Rocha:

O presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB) e os deputados integrantes da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Irregularidades Fiscais de Tributárias vão propor acordo na Justiça com a JBS para livrar a empresa do bloqueio de R$ 730 milhões em bens e conta bancária.

O acordo terá de ser sustentado por três pilares: a garantia, com definição da forma de pagamento, do ressarcimento de recursos não investidos pela empresa em Mato Grosso do Sul, em troca de incentivos fiscais aos cofres estaduais, que a JBS se comprometa a garantir os empregos dis funcionários e nem fechar unidades no Estado, além de pagar os fornecedores.

O anúncio foi feito pelos parlamentares após reunião de emergência no fim da manhã desta terça-feira (17) na Assembleia Legislativa, que foi ocupada por trabalhadores da JBS. Os funcionários protestaram contra o bloqueio de recursos imposto à empresa porque temem atrasos nos salários e demissões em massa.

Os manifestantes lotaram o plenário, o saguão e o pátio da casa de leis e pressionaram os deputados por uma solução.

“Vou agendar uma reunião com o TJMS [Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul]”, garantiu Mochi ao término da reunião, onde além de uma comissão representando os trabalhadores, estavam o presidente da CPI Paulo Corrêa (PR), o vice-presidente Eduardo Rocha (PMDB), o relator Flavio Kayatt (PSDB) e os integrantes da comissão, Pedro Kemp (PT) e Paulo Siufi (PMDB).

Parlamentares querem ainda a participação de representantes do MPF (Ministério Público Federal), MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), MPT (Ministério Público do Trabalho), Governo do Estado e sindicatos dos trabalhadores, para este acordo de conciliação.

O deputado Eduardo Rocha (PMDB) chegou a sugerir que a condição para o desbloqueio, fosse a inclusão de Mato Grosso do Sul, no acordo de leniência firmado com o MPF (Ministério Público Federal), estimado no valor de R$ 10,3 bilhões, no entanto os trabalhadores e colegas preferiram buscar um acordo estadual com a JBS.

Bloqueios - A 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais de Campo Grande bloqueou no dia 9 de outubro mais R$ 615 milhões da JBS. Somado aos R$ 115 milhões que já haviam sido bloqueados anteriormente, pela empresa não cumprir com suas obrigações, como empregos, investimentos em Mato Grosso do Sul e a CPI ter encontrado até irregularidades em notas fiscais que justificavam o acesso da indústria aos incentivos concedidos pelo governo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)