Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/04/2011 10:51

Japão cria zona proibida em raio de 20 km ao redor de usina danificada

BBC Brasil

Brasília - O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, anunciou hoje (21) que há uma zona de entrada proibida em um raio de 20 quilômetros em torno da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país. Quem desobedecer à decisão será multado. A medida foi tomada para evitar o agravamento da situação do vazamento de radiação que ocorre desde o terremoto seguido de tsunami, de 11 de março, e casos de saques nas residências e prédios abandonados.

\"Decidimos hoje [21] designar a área como de emergência, com base na Lei de Desastres\", afirmou o secretário-chefe do gabinete, Yukio Edano. \"A usina não está estabilizada e nós temos pedido aos moradores para que não entrem na área por causa do grande risco para a segurança deles\", disse Edano.

A polícia do Japão encontrou cerca de 60 famílias vivendo na área de evacuação. As autoridades querem ter um controle maior da entrada de pessoas na região e também evitar saques. Quem quiser voltar para buscar pertences terá agora de ter uma autorização especial para entrar rapidamente na zona de controle.

Os moradores próximos da usina foram instruídos a deixar suas casas após o terremoto seguido de tsunami. Os desastres naturais causaram uma série de problemas na usina, que perdeu o sistema de resfriamento dos reatores. Materiais radioativos vazaram para o meio ambiente.

Cerca de 80 mil moradores tiveram que deixar suas residências e atualmente estão abrigados em ginásios e instalações públicas. A espera para poder voltar às suas casas deverá ser longa, já que a Tokyo Electric Power (Tepco), empresa que administra a usina, calcula que serão ainda necessários cerca de três meses para reduzir a radioatividade e entre seis a nove meses para ter o controle total dos reatores.

Atualmente, os técnicos na usina estão se preparando para retirar água com alto nível de contaminação do subsolo das instalações e assim começar o trabalho de reparação dos sistemas de resfriamento dos reatores.

A Tepco disse hoje que as substâncias radioativas liberadas no mar durante mais de seis dias são estimadas em 5 mil terabecqueréis, ou seja, 20 mil vezes mais do que o limite anual permitido

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)