Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

17/06/2017 10:53

J&F dá início às negociações para fechar venda da Eldorado a grupo chileno

Ricardo Campos Junior, Campo Grande News

 

O grupo J&F assinou um contrato de confidenciabilidade com a companhia chilena Arauco para dar início às negociações da venda da Eldorado Brasil, localizada em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. A empresa estrangeira ofereceu R$ 11 bilhões pela fábrica de celulose e o termo é um indício de que o negócio está em vias de ser fechado.

A Fibria, que pertence ao grupo Votorantin, começa a ficar para trás na disputa pelos ativos. A empresa demonstrou interesse em adquirir a unidade e a compra seria interessante, já que ela está a poucos quilômetros da Eldorado. Já a Suzano, que também tinha intenção de oferecer uma proposta, recuou.

O que pesa na decisão de ambas é o acordo de leniência que busca aval da 5ª turma do STF (Superior Tribunal Federal) e o TCU (Tribunal de Contas da União), resultado da delação dos irmãos Batista, donos do grupo J&F, ao MPF (Ministério Público Federal).

Segundo informações divulgadas pelo jornal Estado de S. Paulo, a Arauco contratou o Santander para assessorá-la na transação.

Joesley e Wesley Batista estão negociando pessoalmente não apenas a Eldorado, mas de outras empresas do grupo, que incluem desde a fábrica de calçados Alpargatas S.A até ativos do setor energético.

Fontes próximas ao JBS consultadas pelo Estadão revelam que os empresários não descartam vender parte dos empreendimentos do grupo nos Estados Unidos, onde se concentram operações de carne, mas o objetivo é preservar ao máximo essa divisão, já que ela responde por mais de 80% do faturamento do grupo, que girou em torno de R$ 170 bilhões em 2016.

Venda - Após delação que acusou de crimes a cúpula da política brasileira, os irmãos Wesley e Joesley Batista iniciaram um processo de capitalização, com venda de seus negócios. Unidades do JBS na Argentina, Paraguai e Uruguai já foram vendidos.

Ontem, a agência de classificação de risco S&P (Standard & Poor's), a família Batista, pretende vender, em curto prazo, R$ 8 bilhões em ativos da holding J&F. Na relação de negócios a serem comercializados, pode estar a fábrica sul-mato-grossense.

A venda trás incertezas para a economia sul-mato-grossense, há anos pautada na celulose. Junto com a Fibria, a Eldorado é responsável pelo título de Capital Mundial da celulose dado à Três Lagoas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Sábado, 24 de Junho de 2017
23:07
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)