Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/11/2007 12:56

Jacini alega 'razão de Estado' para monitorar Fetems

Graciliano Rocha - Campo Grande News

O secretário Wantuir Jacini (Justiça e Segurança Pública) defendeu a espionagem na reunião que a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS).

Instado a responder se o uso do serviço reservado da PM para monitorar uma assembléia de professores não se tratava de uma futilidade, Jacini apresentou uma versão segundo a qual o governo teria informações de que estava sendo organizada uma manifestação sem precedentes na história do Estado.

“Havia informações de que estava sendo organizada uma manifestação com 5 mil professores que tinha por finalidade impedir o andamento administrativo de todas as secretarias do governo”, Parque dos Poderes.

Ao invés da “super-manifestação” mencionada por Jacini, o relatório 156-PM-2-07, elaborado pela 2ª Seção da Polícia Militar, faz referência somente à organização dos professores para participar de uma audiência pública na Assembléia Legislativa.

O relatório se atém à discussão das mudanças propostas pelo governo na eleição dos diretores de escola. Entre elas, a orientação a um possível boicote ao sistemo proposto pelo governo a, à distribuição gratuita de gasolina pela Fetems para a participação na audiência pública e a convocação de pais e alunos para engrossar o protesto.

“Top secret” - A ‘diligência’ da PM-2 anexou ao relatório ainda dois panfletos que nada têm de secretos. Em ambos entidades sindicais criticam a proposta de mudança e, curiosamente, um deles chegou até a ser publicado pelos jornais de Campo Grande.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)