Cassilândia, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

03/08/2010 09:50

Irã indica que rejeitará asilo proposto por Lula

Agência Brasil

O porta-voz do Ministério do Exterior do Irã, Ramin Mehmanparast, indicou hoje (3) que o governo do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, rejeitará a proposta de asilo político oferecida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à mulher condenada à morte por apedrejamento no país. Segundo Mehmanparast, Lula tem uma “personalidade emotiva” por isso fez a oferta e não dispõe de “informação suficiente” sobre o assunto.

As informações são da agência BBC Brasil. As declarações de Mehmanparast foram a primeira resposta oficial do governo do Irã à proposta de asilo político feita no sábado (31) por Lula para Sakineh Mohammadi Ashtani, 43 anos, e dois filhos - condenada à morte por apedrejamento no Irã sob acusação de adultério. “O presidente [Luiz Inácio Lula] da Silva tem uma personalidade muito emotiva e humana, mas provavelmente não tem informação suficiente sobre o caso\", afirmou o porta-voz.

Mehmanparast disse que a Ashtiani \"cometeu um crime\", segundo a lei iraniana, e que o governo do Irã pode passar mais informações ao presidente Lula \"para que ele entenda o caso\". O porta-voz respondeu, durante uma entrevista coletiva, à pergunta de um jornalista que havia questionado se havia ou não interferência do presidente brasileiro nessa questão.

Pressionado pela opinião pública e por campanhas na internet, o presidente fez a proposta de asilo no sábado (31). Lula fez um \"apelo\" a Ahmadinejad, durante um comício em Curitiba, no Paraná. \"[Apelo para que] permita ao Brasil conceder asilo a esta mulher”, disse ele. Anteriormente, ele havia afirmado que era um assunto interno do Irã.

A proposta brasileira foi apoiada por ativistas que defendem os direitos humanos no Irã, mas foi criticada por setores mais conservadores ligados ao governo do país. Ashtiani, que é viúva, está presa no Irã desde maio de 2006 sob a acusação da Província do Azerbaijão Ocidental de ter mantido relações sexuais com dois homens. Porém, ela e os parentes negam as acusações.

Integrantes de organizações de direitos humanos disseram que a oferta de Lula de conceder asilo a Ashtiani é um passo positivo, mas que ainda é preciso fazer mais para pressionar o Irã a banir esse tipo de sentença. A Guarda Revolucionária do Irã fez críticas à posição do presidente brasileiro, acusando-o de interferir nas questões internas do país.

No começo deste mês, as autoridades iranianas haviam afirmado que ela não seria mais morta por apedrejamento, embora a mulher ainda possa ser sentenciada à morte por enforcamento pelo adultério e por outras acusações que pesam contra ela.


Edição: Lílian Beraldo



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 18 de Janeiro de 2017
09:00
Maternidade
Terça, 17 de Janeiro de 2017
23:53
Loteria
10:00
Receita do dia
Segunda, 16 de Janeiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)