Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/06/2004 14:58

IR: presidentes de centrais sindicais defendem correção

Edla Lula / ABr

O presidente da Central Geral dos Trabalhadores (CGT), Antônio Carlos dos Reis, disse que vai defender na reunião desta tarde com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e o presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha, que o governo corrija em pelo menos 11,32% - o correspondente à inflação do período do governo Lula - a tabela do Imposto de Renda.

"O congelamento da tabela é injusto e faz com que os trabalhadores paguem mais imposto, especialmente a classe média, que faz a economia girar", argumentou.

Antônio Carlos afirmou que o governo tem recursos para fazer a correção, já que está tendo recorde de arrecadação.

Já Paulo Pereira da Silva, presidente da Força Sindical, disse que o governo vai ter que ceder, já que existe uma "pressão geral" por conta das eleições deste ano.

"Isso em ano eleitoral tem valor. Político só funciona em época de eleição", disse o líder sindical que é pré-candidato à prefeitura de São Paulo.

Paulo Pereira é contra a proposta de correção do salário mínimo em duas vezes. "Isso é uma enganação que o governo não vai dar conta e vai criar uma situação embaraçosa, com a volta da indexação", afirmou.

Antônio Carlos concorda com a correção periódica do salário mínimo e defende que ela seja feita cada vez que a inflação atingir 3%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)