Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/11/2005 12:56

Investimento em medicamentos cresce 45,5% em dois anos

Paulo Fernandes / Campo Grande News

O secretário estadual de Saúde, Matias Gonsales, afirmou que a previsão é de que os gastos com a Bolsa Medicamento pelo governo do Estado para os hospitais públicos e filantrópicos de Mato Grosso do Sul chegue a R$ 7,6 milhões em 2005. No ano passado, foram gastos R$ 5,5 milhões com a compra dos remédios. A previsão é de que os investimentos continuem aumentando. Em 2006, Gonsales estima que sejam gastos R$ 8 milhões com a compra dos remédios. O aumento do investimento em dois anos será de 45,5%.

Segundo o secretário, o aumento dos gastos com os medicamentos se deve a elevação do preço dos remédios e da quantidade de unidades de saúde. Os medicamentos são pagos com recursos do FIS (Fundo de Investimento Social).

Conforme Gonsales, 30% dos gastos dos hospitais são com medicamentos. A Bolsa Medicamento possui remédios básicos para o atendimento como soros, injeções, antibióticos e analgésicos. O governo do Estado também ajuda os hospitais com uma bolsa alimentação.

Foram entregues só para as unidades de saúde de Campo Grande, no ato desta sexta-feira, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, 1.200 Bolsas Medicamento, no valor de R$ 1,2 milhão.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)