Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/02/2010 21:06

Instituto Nacional do Câncer diz que obesidade aumenta em 19% casos da doença no país

Carolina Pimentel , Agência Brasil

Brasília - No Dia Mundial de Combate ao Câncer, uma publicação do Instituto Nacional do Câncer (Inca), ligado ao Ministério da Saúde, revela que 19% dos casos da doença no país poderiam ser evitados com a redução da obesidade.

De acordo com o estudo, a alimentação saudável combinada com exercícios físicos podem reduzir em 63% os tumores de boca, faringe e laringe. Nos casos de câncer de esôfago, 60% podem ser evitados. Para o câncer de mama, a redução da obesidade pode reduzir em 30% a incidência da doença.

As recomendações do estudo para diminuir a incidência do câncer no Brasil indicam evitar alimentos processados, ricos em sal e gordura e também bebidas açucaradas. Outra proposta é incentivar os hábitos alimentares saudáveis desde a infância, evitando esses tipos de alimentos e bebidas nas cantinas e refeitórios das escolas. O consumo de água potável, a conservação adequada de produtos alimentícios e a higiene também estão na lista.

Dados das Nações Unidas (ONU) revelam que 70% das mortes ocorrem nos países em desenvolvimento. A doença mata três vezes mais nos países pobres em comparação aos ricos - são 655 pessoas por hora nas nações pobres, segundo informações da rádio das Nações Unidas. Alguns países sequer têm aparelhos para diagnóstico da doença.

Já a Organização Mundial de Saúde (OMS) contabiliza que 12 milhões de pessoas são diagnosticadas com câncer a cada ano. De cada cinco casos registrados, dois poderiam ter sido evitados. A doença mata mais que a Aids, a malária e a tuberculose juntas. A previsão da OMS é que as mortes aumentem 45% até 2030, passando dos atuais 7,9 milhões para 11,5 milhões.



Edição: Rivadavia Severo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)