Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/07/2005 13:09

INSS:Ministro diz que governo não cederá a pressões

Lúcia Nórcio / ABr

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Paulo Bernardo, disse hoje em Curitiba que o governo não cederá às pressões dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em greve há 43 dias. Ele disse que será mantida a proposta feita na última reunião e rejeitada pelos sindicatos, de reajustes que variam de 9% a 16%, gratificação vinculada ao desempenho do servidor e produtividade.

Como não houve acordo até agora, o ministro acredita que o assunto deverá ser tratado com o próximo ministro da Previdência, até porque, segundo Paulo Bernardo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem a intenção de fazer a reestruturação na Previdência Social e é justo que o próximo ministro participe de todas as negociações.

Paulo Bernardo lembrou que os servidores do INSS tiveram, além do reajuste normal, concedido a outras categorias, 47,11% referentes a reposição de perdas salariais dos últimos 15 anos, que estão sendo pagos em quatro parcelas. Uma já foi paga em junho e a outra será acertada no mês de dezembro. "Se somarmos tudo, o que já foi negociado mais essa proposta de 9% a 16%, um técnico administrativo, por exemplo, deverá, até janeiro do ano que vem, receber reajuste global de 75% em seu salário, em relação ao ano de 2002", observou.

Para o ministro, a greve, além de prejudicar o segurado, que passa muitas vezes a madrugada no frio e na chuva para conseguir atendimento, prejudica os próprios servidores, que precisam entender "que também o governo tem limites no atendimento às reivindicações que lhe são feitas".

O ministro do Planejamento participou da cerimônia de assinatura de convênios oficializando o arrendamento de armazéns do extinto Instituto Brasileiro do Café (IBC) às cooperativas paranaenses. O governo está cedendo, sob regime de arrendamento, sete unidades armazenadoras com capacidade total de 165 mil toneladas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)