Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/06/2005 07:36

INSS: MP 242 é aprovada na Câmara dos Deputados

Gabriela Guerreiro e Iolando Lourenço /ABr

A Câmara dos Deputados concluiu ontem a votação da Medida Provisória 242/05, que promove alterações nas regras do auxílio-doença no sistema geral da previdência. A MP determina que o auxílio-doença seja pago calculando-se a média dos últimos 12 salários de contribuição do trabalhador, corrigidos. A proposta original do governo estabelecia a média dos últimos 36 meses. Com a aprovação da MP pelos deputados, ela seguiu para votação no Senado Federal.

Outra mudança prevista na MP é a criação do sistema especial de inclusão previdenciária, parte integrante da reforma da Previdência, pelo qual o trabalhador autônomo poderá ingressar no sistema pagando contribuição de 11% sobre o salário mínimo, ao invés dos 20% pagos atualmente.

Segundo o relator da MP, deputado Henrique Fontana (PT-RS), a medida dará ao trabalhador direito a todos os benefícios previdenciários, à exceção da aposentadoria por tempo de contribuição. "Essa medida beneficiará milhões de trabalhadores excluídos de qualquer cobertura previdenciária e deve levar de 3 milhões a 4 milhões de pessoas a ingressarem no sistema, num prazo de seis meses a um ano", prevê o deputado.

A Câmara também aprovou a MP 244/05, que abre crédito extraordinário de R$ 20,32 milhões para o Ministério da Defesa. Os recursos se destinam às polícias Federal, Civil e Militar do Pará, para atividades de logística, segurança, inteligência, além das operações de busca e apreensão que envolvem 40 organizações militares do Exército no estado. Os recursos vão atender aos gastos das Forças Armadas com o deslocamento das tropas e materiais pela Aeronáutica, em razão das características da região – que não permite outro tipo de transporte –, com o objetivo de assegurar a ordem pública e o equilíbrio social nas áreas de conflito de terras no Pará.

O plenário da Câmara adiou para amanhã a votação da MP 245/05, que abre crédito extraordinário no valor de R$ 393,32 milhões a diversos órgãos do governo federal, para o processo de extinção da Rede Ferroviária Federal S.A.(RFFSA). O relator da MP, deputado Eduardo Valverde (PT-RO), pediu prazo regimental de uma sessão ordinária para oferecer seu parecer à MP. Outro motivo para o adiamento foi o pedido do relator da MP 246/05, para que as duas matérias sejam votadas conjuntamente, uma vez que a Medida Provisória 246 extingue oficialmente a RFFSA.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)