Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/04/2010 10:30

INPE confirma estimativa de queda do desmatamento em Mato Grosso

24horasnews

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgou agora a pouco os resultados do levantamento do desmatamento por corte raso para toda a Amazônia Legal no período de agosto/2008 a julho/2009. Mato Grosso foi um dos destaques do levantamento. O Estado apresentou as maiores reduções, com 68%, seguido pelo Pará com, 24%. Os dois Estados juntos contribuíram com cerca de 70% do desmatamento em toda a Amazônia Legal em 2008 e em 2009.

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Alexander Torres Maia afirmou que os números refletem um conjunto de ações desenvolvidas pelo poder público, em parceria com produtores, organizações não governamentais e a sociedade de modo geral. “É o resultado da eficiência na fiscalização, conscientização dos produtores e o trabalho em parceria com as ONG’s na implementação de ações visando a redução do desmatamento ilegal”, destacou o secretário ao afirmar que Mato Grosso defende o desmatamento ilegal zero. Maia salientou ainda a importância de instrumentos como o MT Legal e o monitoramento remoto, nas ações que o Estado vem desenvolvendo, apoiado nas políticas definidas nos Planos de Combate ao Desmatamento e Queimadas (PPCDQ-MT) e outras.

Medido pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (PRODES), após a análise de 400 imagens dos satélites LANDSAT, CBERS e DMC, o desmatamento no período foi de 7.464 km2.

Os dados confirmam a estimativa preliminar de 7.008 km2 divulgada pelo INPE em novembro de 2009. A diferença de 6,5% entre a estimativa e a consolidação da taxa de desmatamento está dentro da margem de erro de 10%.

Este resultado representa uma redução de 42% em relação ao mesmo período em 2007-2008. Trata-se da menor taxa anual desde que o INPE iniciou o monitoramento sistemático da Amazônia por satélite, em 1988.

Com o acompanhamento por satélite e a sistemática divulgação desses resultados pelo INPE, a partir da criação do sistema de detecção de desmatamento em tempo real (DETER), foi possível aos órgãos de fiscalização (federal e estaduais), tomar ações rápidas e eficazes de combate ao corte ilegal.

O DETER indicou no final de 2007 uma tendência de crescimento do desmatamento. Com base nos dados deste sistema, os governos federal e estadual, entre eles o do Mato Grosso, passaram a adotar medidas para restringir a derrubada da floresta e o resultado foi a manutenção da queda do desmatamento.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)