Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/12/2004 14:40

Informações desencontradas prejudicam Sisbov

Famasul Noticias

A Associação afirma que em virtude das repercussões negativas causadas pela divulgação de interpretações ambíguas sobre o funcionamento do Sisbov, já possível perceber uma importante queda na adesão ao sistema "colocando em risco os investimentos e mais de cinco mil pessoas que trabalham com rastreabilidade", diz nota da Acerta.

A confusão começou no dia 2, quando o Ministério da Agricultura (Mapa) divulgou uma notícia informando que deveria discutir com a bancada ruralista e membros da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina a proposta de adesão voluntária dos pecuaristas ao Sistema.

Confira a íntegra dos esclarecimentos divulgados pela Acerta – Fontes não declaradas despejaram boatos no mercado, afirmando que o pecuarista não mais deverá contratar empresas de certificação para cadastrar o rebanho no Sisbov. A informação é totalmente improcedente.

– O Sisbov continua operante e todos os pecuaristas que desejarem aderir ao Sistema devem contratar uma das empresas credenciadas pelo Ministério da Agricultura (Mapa) para cadastrar seu rebanho. – As empresas credenciadas pelo Mapa e associadas da Acerta estão plenamente equipadas e capacitadas para executarem as atividades de rastreabilidade e certificação agropecuária.

– Qualquer alteração no Sistema Normativo de Rastreabilidade e Certificação será efetuado dentro de critérios técnicos, tendo em vista que uma decisão inconsequente poderá acarretar distorções de procedimentos legais e riscos comerciais ao nosso País. – As propostas de ajustes no Sisbov serão avaliadas no Grupo de Trabalho da Câmara Setorial da Carne, a partir de 14/12. O GT contará com a participação da Acerta para dirimir dúvidas técnicas e para subsidiar com informações e esclarecimentos sobre conceitos, especificações, normatizações e aspectos éticos.

Em janeiro de 2003, 27 empresas de rastreabilidade e certificação uniram-se em torno da Acerta para promover a melhoria dos serviços. Neste período foram investidos cerca de R$ 23 milhões em infra-estrutura e capacitação profissional. A Acerta estima que o segmento incorporou um verdadeiro batalhão de técnicos, onde mais de 3.400 profissionais estão envolvidos no processo de extensão rural. Até o momento, o setor responde por mais de 90 mil propriedades inscritas no Sisbov e pelo cadastro nacional de 36 milhões de cabeças e outras 11 milhões em processamento.


Autor:
Canal Rural

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)