Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/10/2005 10:02

Inflação sob controle, segundo o Banco Central

Stênio Ribeiro/ABr

As expectativas do mercado financeiro sobre o comportamento de preços continuam estáveis, e a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no ano manteve-se em 5,21%, próximo à meta oficial de 5,1%. A perspectiva de inflação para 2006 caiu mais um pouco, para 4,63%, e também se aproxima da meta de 4,5%.

Essa aparente estabilidade é resultado da tranqüilidade do mercado varejista ao longo de setembro, que só registrou aumentos expressivos nos transportes urbanos, em São Paulo. Por isso deve ser mesmo de 0,35% o IPCA a ser divulgado na semana que vem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As projeções constam do boletim Focus, que o Banco Central divulgou hoje (3) – resultado de pesquisa que faz todas as sextas-feiras com uma centena de analistas de mercado e instituições financeiras para avaliar tendências dos principais indicadores da economia.

Uma dessas tendências é de que o IPCA deste mês caia da projeção anterior de 0,43% para 0,41%. O mesmo acontece com a previsão de inflação para os próximos 12 meses, com redução de 4,74% para 4,69%, como reflexo da queda constante dos preços no atacado, que acontece há cinco meses.

Houve registro, porém, de aumento inflacionário na capital paulista, e o Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe) da Universidade de São Paulo (USP), subiu de 4,35% na semana passada para 4,40%.

O boletim Focus acusa elevação também nas projeções de reajustes acumulados no ano para os preços administrados por contratos ou monitorados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, água, saneamento, medicamentos, educação, transporte público e outros). A previsão desses preços foi revista de 7,30% para 7,38% neste ano, e baixou de 4,85% para 4,83% em 2006.

Enquanto isso, as projeções dos dois indicadores de preços no atacado continuam em baixa: o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) cai de 1,51% para 1,40%, e o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) apresenta queda de 1,56% para 1,35%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)