Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/05/2006 16:32

Indústria quer imediata definição de padrão digital

O diretor da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Benjamin Benzaquen Sicsú, defendeu há pouco uma decisão sobre o padrão de TV digital no Brasil, que, segundo ele, vai introduzir uma nova tecnologia no País. Sicsú ressaltou que a Abinee se mantém neutra em relação ao padrão que deve ser escolhido.
Durante debate na Câmara sobre TV digital, Sicsú disse que, no ano passado foram produzidos 180 milhões de televisores no mundo; só no Brasil foram 10 milhões de aparelhos. Ele lembrou que o faturamento dos televisores de LCD (monitor de cristal líquido, sigla em inglês de liquid crystal display) já alcançou o valor das vendas dos aparelhos de tubo, apesar de eles serem apenas 15% dos aparelhos vendidos.
De acordo com as previsões da Abinee para o Brasil, no próximo ano será maior o número de monitores de LCD para computadores do que os tradicionais.
Atualmente, são vendidos por ano em todo o mundo 300 mil celulares que captam sinais de TV. A previsão é de que, em 2010, o mercado chegue a 150 milhões de aparelhos que captarão sinais de TV, algo em torno de 20% do mercado de celulares.

Funcionalidades
O representante da indústria destacou que "a pesquisa feita pela academia não incorporou um novo padrão, mas incrementou novas funcionalidades e aplicações aos padrões já existentes". Sicsú afirmou que, entre as propostas das universidades, está o MPEG-4, um sistema de compressão dos sinais que dá economia para o sistema, pois barateia o custo de armazenagem de sinal e, por isso, traz grande vantagem econômica para o País.
A segunda questão desenvolvida pela academia diz respeito às aplicações relativas à interatividade. O diretor da Abinee ressaltou que os países que já desenvolveram TVs digitais comerciais resolveram a questão da conectividade do cidadão com a informação. Isso pelo fato de esses países serem mais ricos e terem um bom padrão de educação, acrescentou. Essa funcionalidade, portanto, poderá ser oferecida aos demais países que têm uma situação similar a nossa. "O desenvolvimento de softwares, no qual o Brasil tem boa participação, é uma ótima oportunidade de negócios", observou.

Incentivos
O representante da indústria enfatizou a necessidade de "criação de um mecanismo de financiamento de pesquisa e desenvolvimento para dar soberania tecnológica ao País". Na opinião de Benjamin Sicsú, a produção brasileira não leva à pesquisa e ao desenvolvimento porque a indústria local é só montadora. Ele sugeriu a isenção, na venda de TVs, do PIS e do Cofins, redução da carga de ICMS e a exigência de que essa contrapartida seja investida na pesquisa para assegurar um fluxo contínuo de recursos para as pesquisas, especialmente na questão da interatividade. Um fundo publicamente gerenciado pode ser revertido para financiar o trabalho conjunto de empresas e academia, sublinhou.
O seminário "TV Digital: Futuro e Cidadania - obstáculos e desafios para uma nova comunicação" é promovido pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, em parceria com o Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica da Câmara dos Deputados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)