Cassilândia, Sábado, 29 de Abril de 2017

Últimas Notícias

27/11/2008 14:44

Indústria de SC pede R$ 500 mi ao governo federal

A Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) propôs ao governo federal a criação de uma linha de crédito para capital de giro no valor de R$ 500 milhões para atender as empresas que utilizam gás natural. O recurso poderia ser liberado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

O pedido foi encaminhado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pretende atender as dificuldades das indústrias com a falta do combustível. Com as fortes chuva no Estado, um deslizamento de terra arrancou 60 metros do gasoduto no município catarinense de Gaspar.

Segundo a Fiesc, já foram descartadas as duas hipóteses com as quais a indústria esperava minimizar os problemas decorrentes da falta do insumo: a antecipação da normalização do fornecimento do gás natural ou o suprimento emergencial com GLP (Gás Liquefeito de Petróleo).

A previsão para conserto é de três semanas, mas alguns empresário já falam em mais tempo. Ao todo, 87 indústrias tiveram de adotar planos de contingência para continuar operando. Outras pararam a produção e negociam prazos e dívidas.

A distribuidora estatal Sulgas está entregando somente 15 mil metros cúbicos --cerca de 1% do volume fornecido diariamente antes do acidente.

Em função da falta de alternativas, a indústria solicitou também à SCGás a suspensão do pagamento das faturas a partir da interrupção no fornecimento e prazos maiores para o pagamento das faturas após o restabelecimento do serviço. A federação afirmou que algumas empresas relataram as dificuldades que terão para cumprir seus compromissos financeiros com as fábricas paradas e a conseqüente interrupção do faturamento.

O setor cerâmico no Sul do Estado fechou as fábricas e ofereceu licença remunerada aos trabalhadores.







Folhaonline/JL

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)