Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/06/2008 19:11

Índios Terena acusam Polícia Militar de MS de agressão

Agência Brasil

Brasília - Índios da tribo Terena acusam a Polícia Militar do Mato Grosso do Sul de agredi-los durante uma ação de despejo em uma aldeia em Miranda, a 230 quilômetros de Campo Grande (MS). Na operação, realizada por volta das 5h30 de hoje (17), PMs teriam queimado alimentos e barracos.


Cerca de 700 pessoas estavam no local no momento da agressão. “A polícia chegou e já partiu para a agressão. Não teve diálogo. Algumas mulheres idosas que estavam acordadas foram empurradas [pelos PMs]", relatou Marcos Terena, líder da tribo. Segundo ele, os policiais militares queimaram barracos, cobertas e alimentos. "Tínhamos uma reserva de alimentos, eles queimaram tudo. Temos provas dentro da aldeia, há marcas de balas num pé de manga."

Ainda de acordo com Marcos Terena, a polícia não tinha nenhum documento autorizando o despejo. “Eles não trouxeram nenhum mandado de reintegração."

A área onde os índios estavam havia sido transformada em uma fazenda. A tribo conseguiu retomar parte do território, mas a Justiça de Miranda concedeu liminar ao pedido de reintegração de posse, garantindo à propriedade aos fazendeiros.

No entanto, segundo a assessoria jurídica do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), a decisão é nula, porque compete a Justiça Federal julgar causas que envolvam direitos dos índios. “Esperamos que alguém tome providência, faça justiça, porque isso não é legal", disse Marcos Terena "Será que eles pensam que somos animais para nos tratar dessa forma?"

A PM do Mato Grosso do Sul garante que estava com o pedido de reintegração de posse quando realizou a operação, acompanhada por um oficial de justiça. “ Quando chegaram [à aldeia], os policiais disseram aos índios que eles precisavam se sair das terras. Então, eles ameaçaram os nossos homens com flechas", afirmou o major Rogéio Silva.


Para se defender, acrescentou o majos, os PMs atiraram balas de borrachas nos índios". Segundo o oficial da PM do Mato Grosso do Sul, os índios teriam atacado os policiais e as viaturas. “Três policias foram agredidos, viaturas foram danificadas. Vamos abrir um inquérito para apurar o caso."


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)