Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

17/06/2008 19:11

Índios Terena acusam Polícia Militar de MS de agressão

Agência Brasil

Brasília - Índios da tribo Terena acusam a Polícia Militar do Mato Grosso do Sul de agredi-los durante uma ação de despejo em uma aldeia em Miranda, a 230 quilômetros de Campo Grande (MS). Na operação, realizada por volta das 5h30 de hoje (17), PMs teriam queimado alimentos e barracos.


Cerca de 700 pessoas estavam no local no momento da agressão. “A polícia chegou e já partiu para a agressão. Não teve diálogo. Algumas mulheres idosas que estavam acordadas foram empurradas [pelos PMs]", relatou Marcos Terena, líder da tribo. Segundo ele, os policiais militares queimaram barracos, cobertas e alimentos. "Tínhamos uma reserva de alimentos, eles queimaram tudo. Temos provas dentro da aldeia, há marcas de balas num pé de manga."

Ainda de acordo com Marcos Terena, a polícia não tinha nenhum documento autorizando o despejo. “Eles não trouxeram nenhum mandado de reintegração."

A área onde os índios estavam havia sido transformada em uma fazenda. A tribo conseguiu retomar parte do território, mas a Justiça de Miranda concedeu liminar ao pedido de reintegração de posse, garantindo à propriedade aos fazendeiros.

No entanto, segundo a assessoria jurídica do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), a decisão é nula, porque compete a Justiça Federal julgar causas que envolvam direitos dos índios. “Esperamos que alguém tome providência, faça justiça, porque isso não é legal", disse Marcos Terena "Será que eles pensam que somos animais para nos tratar dessa forma?"

A PM do Mato Grosso do Sul garante que estava com o pedido de reintegração de posse quando realizou a operação, acompanhada por um oficial de justiça. “ Quando chegaram [à aldeia], os policiais disseram aos índios que eles precisavam se sair das terras. Então, eles ameaçaram os nossos homens com flechas", afirmou o major Rogéio Silva.


Para se defender, acrescentou o majos, os PMs atiraram balas de borrachas nos índios". Segundo o oficial da PM do Mato Grosso do Sul, os índios teriam atacado os policiais e as viaturas. “Três policias foram agredidos, viaturas foram danificadas. Vamos abrir um inquérito para apurar o caso."


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:50
Três Lagoas
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)