Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/11/2006 09:54

Índios que bloqueiam BR reclamam de demora da Justiça

Fernanda Mathias e Nadyneka Castro/Campo Grande News

Os cerca de 240 índios terena que desde às 4 horas bloqueiam a BR-163, na saída para Cuiabá (MT), em Campo Grande, apresentaram a carta de reivindicação à imprensa. Eles alegam que no mês de junho estiveram reunidos com a desembargadora Suzana Camargo, do TRF (Tribunal Regional Federal), da 3ª região, de São Paulo, para cobrar agilidade no julgamento do processo. Segundo o cacique Ageu Reginaldo, ela teria se comprometido a julgar o processo em 90 dias.

Os índios alegam que há mais de 3 anos o processo vem se arrastando. São 3,8 mil índios vivendo em uma área de 2.090 hectares e que reivindicam o reconhecimento como sendo indígena de 17,2 mil hectares entre os municípios de Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia. O grupo aponta que chegou ali em 2000, mas a reserva é bem antiga. O local é dotado de escolas e postos de saúde. Cerca de mil crianças vivem na aldeia. Os índios prometem manter o bloqueio na BR-163 até que haja algum acordo com autoridades.

A Funai (Fundação Nacional do Índio) está no local para fazer a intermediação. Dois quilômetros antes do bloqueio policiais rodoviários federais alertam os motoristas sobre o movimento. A fila formada por condutores na BR-163 já era de pelo menos três quilômetros. Os índios usam pinturas de guerra e estão munidos de pedras e foices. Até mesmo quem está à pé é impedido de passar pelo bloqueio, que ocupa os dois lados da pista. Somente ambulâncias são liberadas. Muitos caminhões estão parados no acostamento, no Macroanel.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)