Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/09/2009 17:32

Índios de MS participam de Olimpíadas, pela primeira vez

Cob Textual

Poços de Caldas – A diversidade cultural do Brasil é condizente com suas dimensões continentais. Promover a integração entre os participantes das cinco Regiões do país é uma das grandes virtudes das Olimpíadas Escolares. Em sua edição de 2009, de 12 a 14 anos, que acontece em Poços de Caldas (MG), dois atletas novatos do Mato Grosso do Sul puderam interagir com diferentes culturas e apresentar um pouco dos seus costumes a participantes de outras 23 delegações. Janderson e Lia, dois índios de etnias diferentes, deixaram as suas aldeias, pela primeira vez, para disputar a maior competição escolar brasileira. Do Centro-Oeste ao Sul de Minas, as 22 horas de ônibus, quatro delas da aldeia até a capital, Campo Grande, foram recompensadas com uma experiência inesquecível para os dois jovens.

Lia Oliveira de Souza, de 13 anos, da etnia Guarani-Kaiowá, e Janderson de Morais Santos, de 14, da etnia Tereno, iniciaram suas disputas no pentatlo e hexatlo, neste sábado, dia 12, competições que terminam neste domingo, na pista Municipal de Poços de Caldas.

Lia faz parte de um projeto coordenado por Antônio de Souza, mais conhecido como professor Toninho. Cerca de 50 crianças indígenas das aldeias Bororó e Jaguapiru, que treinam em um campo de futebol, fazem parte do projeto.

“As aldeias ficam coladas uma na outra, em Dourados, perto da fronteira com o Paraguai, a 220 km da capital. Lá vivem 12 mil índios de três etnias, que dividem um espaço de terra de apenas 3.600 hectares de terra”, explicou Toninho, lembrando que mais uma atleta, chamada Mila, vai disputar as Olimpíadas Escolares em 2009, em Maringá e Londrina, em novembro, para atletas de 15 a 17 anos.

Lia se destacou na seletiva estadual, ficando em segundo lugar, resultado que carimbou o seu passaporte para disputar as Olimpíadas Escolares. Ela começou no atletismo no início deste ano e treina duas horas por dia.

A jovem estuda na Escola Municipal Indígena Tengatuí Marangatu, que significa lugar do saber eterno. Além das matérias como geografia, história e matemática, ela tem aulas ainda de quatro línguas diferentes: português, inglês, o guarani e a língua terena. “A matéria que eu mais gosto na escola é o português. Gosto de geografia também. As que eu menos gosto são o inglês e o terena, que são muito difíceis”, afirmou a jovem.

Os resultados de Lia nas duas primeira provas do pentatlo não foram expressivos, mas ela espera voltar a disputar as Olimpíadas Escolares em 2010. “As gurias são umas cavalonas, mas ano que vem eu venho de novo e quem sabe não consigo um resultado melhor”, disse, esperançosa.

Janderson também não conseguiu destaque nas três provas que disputou na manhã deste sábado. Mas ele não abaixa a cabeça. “Adoro correr. O esporte faz parte da minha vida. Participo de quase todas as modalidades esportivas, por isso disputo o hexatlo”, disse o jovem, que é ótimo com números. “Matemática é a matéria que eu mais gosto. No hexatlo, a prova que eu mais gosto são os saltos. Tenho muitas dificuldades com o arremesso de peso”.



Apesar do contínuo crescimento da população urbana, a cultura indígena no Brasil se mantém de pé. Nas aldeias Bororó e Jaguapiru, que significa cachorro magro, por exemplo, ainda existem o matriarca da família e as crianças vivem livres. A dança da chuva, do sol e da colheita, dentre outras, continuam imperando no dia a dia das aldeias, uma vez que a atividade principal é a agrícola. A mandioca é o alimento principal, mas eles amam mesmo um bom churrasco. Todos falam o tupi guarani. No entanto, alguns costumes dessa cultura milenar vão desaparecendo, como o casamento encomendado), que já faz parte do passado.

As Olimpíadas Escolares 2008 são fruto de uma parceria do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) com o Ministério do Esporte, com o apoio das Organizações Globo e a participação da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas (MG).



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)