Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/12/2009 16:48

Índice de suicídio no Brasil cresceu, mas ainda é considerado baixo para média mundial

Agência Notisa

É o que mostra estudo que investigou os registros do SUS durante 26 anos.

Uma análise epidemiológica dos índices de suicídio registrados entre 1980 e 2006 nas regiões e capitais estaduais do país revela que houve um crescimento de 4,4 para 5,7 mortes por 100 mil habitantes (29,5%). No artigo publicado em outubro deste ano na Revista Brasileira de Psiquiatria, Giovanni Lovisi e colegas afirmam que foram contabilizados 158.952 casos de suicídio. Os dados foram coletados no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde.

Os autores verificaram que nas regiões Sul e Centro-Oeste foram observados os maiores índices médios de suicídio, 9,3 e 6,1, respectivamente. Além disso, perceberam que os homens são os que têm maior probabilidade de cometer suicídio e a faixa etária com maior número de casos foi a de 70 anos ou mais. Porém, os índices aumentaram mais entre sujeitos de 20 e 59 anos de idade.

Com relação às características sociodemográficas, os pesquisadores observaram que as pessoas que cometeram suicídio durante o período estudado tinham principalmente baixo nível educacional e eram solteiras. O enforcamento, as armas de fogo e envenenamento foram os métodos mais utilizados.

Os autores destacam que mesmo havendo um aumento de casos de suicídios nos 26 anos investigados, o índice ainda é considerado baixo se comparado aos índices de suicídio mundiais, por exemplo, de países europeus como Lituânia cuja taxa é de 51,6 por 100 mil habitantes. Também ficamos atrás de países da América, por exemplo, Canadá, Uruguai e Argentina com taxas de 15; 12,8 e 8,7 por 100 mil habitantes, respectivamente. Eles ressaltam ainda que no Brasil há grande variação entre as regiões observadas.

Para ler o artigo sobre o estudo acesse: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462009000600007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt



Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)