Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/11/2005 13:34

Indenizações da aftosa começam a ser pagas sexta-feira

Famasul

O governo do Estado começa a liberar na sexta-feira as indenizações a produtores que tiveram seu rebanho sacrificado por suspeita de febre aftosa. O início do calendário de pagamento foi anunciado pelo governador Zeca do PT durante a reunião com o governador de Mato Grosso, Blairo Maggi, quando, entre outros temas, foi discutida ação conjunta na área de sanidade animal e vegetal. O anúncio da liberação dos recursos, segundo Zeca, tranquiliza a classe produtora em relação à rápida ação do governo, tanto no controle da febre aftosa quanto na eliminação dos focos e indenização dos pecuaristas.

Mato Grosso do Sul vai usar o Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fesa) para indenizar os produtores. Segundo o secretário da Produção e do Turismo, Dagoberto Nogueira, serão usados R$ 4 milhões do Fesa. O fundo será reembolsado pelo Governo Federal, que vai destinar R$ 16 milhões para esse fim.

O dinheiro do Fesa não será suficiente, mas vai permitir o início do processo de indenização, que ocorrerá na medida que os processos forem sendo concluídos. O preço médio por cabeça obedecerá os valores de mercado. O maior valo por boi gordo deve oscilar entre R$ 600 e R$ 800. A Iagro calcula que no total serão sacrificados 17 mil animais. Por enquanto os focos de aftosa se concentram na mesma região, Eldorado e Japorã. “Nenhum novo foco foi identificado”, disse Dagoberto Nogueira.

Autor:
Agronoticias/MS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)