Cassilândia, Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

13/11/2003 14:22

Inca debate prevenção ao câncer de mama

Irene Lôbo/ABr

O câncer de mama é a primeira causa de morte entre as mulheres brasileiras, principalmente por conta do diagnóstico tardio da doença. Alguns registros de hospitais brasileiros que atendem casos de câncer demonstram que 60% dos tumores de mama são diagnosticados nos estádios III e IV, os mais avançados, o que diminui as chances de cura.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca), órgão do Ministério da Saúde, está debatendo hoje e amanhã (14) em Brasília o que pode ser feito para melhorar a prevenção da doença no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), que deve atingir 42 mil pessoas até o final do ano e matar nove mil mulheres.

Para o presidente do Inca, José Carlos Temporão, empossado há exatos dois meses, “é importante não apenas avançar no recorte específico da prevenção, mas também ter um olhar voltado para a prevenção de saúde em seus vários aspectos".

O câncer de mama é, segundo a coordenadora de prevenção e vigilância do Inca, Gulnar Mendonça, o tipo mais estudado no mundo. Uma das possíveis explicações é o alto custo da doença para a saúde pública: dados do Inca mostram que de agosto de 2002 a julho de 2003, 52% do total de procedimentos informados e pagos pelo SUS foram de câncer de mama. Desse total, 10,5% correspondem à quimioterapia, uma das formas de tratamento.

Os médicos ainda não sabem afirmar com precisão quais são as causas do câncer de mama, mas explicam que há fatores clássicos de risco, como a predisposição genética, que aumenta em três vezes ou mais o risco de desenvolver a doença.

“Infelizmente no câncer de mama não há prevenção primária, como sugerir que a pessoa deixe de fumar. O que a gente pode fazer para o controle é trabalhar muito para que a mulher tenha um atendimento que garanta a ela um diagnóstico precoce, que garante uma evolução diferente da doença”, explica Mendonça.

É o que tentarão fazer os participantes do encontro, chamado de “Consenso da Mama”. Após as reuniões, será elaborado um documento técnico com as principais diretrizes para aprimorar a prevenção da doença no âmbito do SUS.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 01 de Outubro de 2020
Quarta, 30 de Setembro de 2020
17:50
Ituiutaba, Minas Gerais: confira o boletim coronavírus desta quarta-feira
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)