Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/11/2008 06:43

Imprensa da capital destaca monografia de Bruna Girotto

Isabela Ferreira

Com o título "O rádio ainda é tão expressivo quanto antigamente? " o jornal Unifolha, da Uniderp, destaca a monografia que será apresentada hoje, às 21 horas, por Bruna Colagiovanni Girotto, em Campo Grande. A matéria é assinada pela jornalista Isabela Ferreira. Leia:


Será que hoje (7) após o surgimento de novos meios de comunicação, o rádio, veículo que até décadas atrás era o único meio comunicativo utilizado pela sociedade, ainda é expressivo no interior de MS? Foi por meio deste questionamento, que a acadêmica de Jornalismo, Bruna Girotto, se baseou para realizar seu trabalho de conclusão de curso (TCC).



Mais precisamente, os estudos foram feitos na cidade de Cassilândia, local onde Bruna morou por 16 anos. “Eu ouvia a rádio da cidade e percebia na época que aquele meio tinha muita presença na vida da população local, mais do que as rádios tem na Capital. E depois que eu comecei a estudar Jornalismo eu percebi que a rádio tinha mais impacto lá porque era o único meio por onde a população tinha acesso a informações da própria cidade”, informações.



E foi por meio desta percepção que a acadêmica se preocupou em documentar que o rádio nas cidades do interior ainda tem força, ainda fazem parte da vida das pessoas. E como a rádio Patriarca, (rádio de Cassilândia), foi sua base de estudo, ela percebeu que era importante documentar a história desta emissora, fato que ainda não havia sido feito por ninguém.



Ela relata que um dos principais programas sintonizados pela população local é o “Rotativa no ar” da “Patriarca”, também sua base de estudo, que é feito por apresentador e por um sonoplasta que também é o repórter. O programa é exibido de segunda a sábado das 11h ao meio-dia.



“Os cassilandenses se identificam com o programa, que possui 80% de notícias locais, entrevistas. E o mais interessante é que o programa é semelhante aos programas dos anos 80, as entrevistas pro exemplo não são editadas”, relata.



Bruna defende seu trabalho por meio de um vídeo-documentário com o seguinte título: “O radiojornalismo no interior de MS após o surgimento de novos meios de comunicação”. No trabalho ela conta a história desta emissora, principalmente por meio de entrevistas com ouvintes e produtores da mesma. Ela também conta que a praça central da cidade, São José, é um dos cenários principais do vídeo.



Mais detalhes



Outro ponto destacado por ela é a falta de investimentos na cultura local. “Eles não tem cinema, acesso ao teatro, somente quando algum grupo regional vai até a cidade se apresentar. A cultura é fraca em Cassilândia”, critica.

Após a defesa na banca ela pretende doar o seu vídeo-documentário para a Biblioteca local da cidade. Com todo seu estudo e dedicação ela percebeu que: “o rádio é muito importante para a cidade, é uma forma de comunicação, mesmo com todas as outras tecnologias”.

Por fim, ela diz que apesar das dificuldades enfrentadas, no começo por exemplo, ela foi muito criticada pela escolha do tema, pois seu pai é o apresentador do programa utilizado na pesquisa “Rotativo no ar”.

Mas ela foi além e não desistiu. Fez uma pesquisa com 100 pessoas de Cassilândia e constatou que 83% dos entrevistados conheciam o meio de comunicação e o programa em questão. A partir deste resultado ela provou que era importante documentar a importância de tal meio comunicativo

Quanto a sua apresentação, que acontece hoje no período noturno, às 21 horas no Auditório da TV Pantanal, apesar do nervosismo, ela diz estar preparada.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)