Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/08/2004 14:37

Importante o apoio familiar para adolescentes grávidas

Agência Notisa

A gravidez na adolescência constitui-se em uma experiência emocionalmente difícil, podendo gerar baixa auto-estima, altos níveis de estresse, poucas expectativas frente ao futuro e sintomas depressivos. Essa é a conclusão de um estudo realizado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz que buscaram verificar a associação entre gravidez precoce e as repercussões emocionais negativas na vida de 1.228 adolescentes de 12 a 19 anos de idade.

De acordo com artigo publicado em 2004 nos Cadernos de Saúde Pública (vol.20 supl.1), “a responsabilidade precoce imposta pela gravidez, paralela a um processo de amadurecimento, ainda em curso, resulta em uma adolescente mal preparada para assumir as responsabilidades psicológicas, sociais e econômicas que a maternidade envolve”. Além disso, os pesquisadores explicam que instabilidade das relações conjugais também contribui para a ocorrência de prejuízos emocionais e até mesmo de transtornos de ordem afetiva, muitas vezes agravados por um ambiente familiar pouco acolhedor e muito mobilizado pela notícia da gestação.

Através do estudo, a equipe constatou que cerca de 25% das adolescentes apresentaram autovalorização negativa, pouca ou nenhuma expectativa em relação ao futuro e grande sofrimento psíquico. Os efeitos negativos foram maiores principalmente entre aquelas que estavam fora da escola, que não desejavam a gestação e entre aquelas cujas famílias reagiram mal à gravidez. Os pesquisadores explicam que “o aspecto familiar e a motivação para a gravidez constituem importantes influências no modo como a adolescente lida com as expectativas de futuro e que pode comprometer inclusive a relação mãe-bebê”. Ou seja, uma baixa aceitação familiar acaba gerando maior sofrimento para as adolescentes, que no momento necessitariam de muito apoio emocional.

Por isso, a equipe ressalta que “profissionais habilitados ao manejo de aspectos emocionais devem ser incluídos na formulação de políticas públicas, que visem tanto à prevenção da gestação em adolescentes, quanto ao atendimento desta população específica na rede assistencial, visando, desse modo, a minimizar as conseqüências emocionais negativas da gravidez precoce”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)