Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/09/2006 16:47

Importação de Carne de MS continua proibida na Europa

Edson Sibila/Campo Grande News

As garantias brasileiras para o controle fitosanitário dos produtos nacionais não convenceram os veterinários da União Européia (EU) e o embargo as carnes, frutas e outros alimentos exportados pelo Brasil continua mantido. Por enquanto, portanto, as carnes de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná continuarão proibidas de entrar nos paises membros por causa da aftosa.

De acordo com informações da Agência Estado , em reunião nesta quarta-feira, veterinários da UE trataram da situação do Brasil. Sem uma conclusão diante da resistência de alguns especialistas, um novo encontro foi agendado para o fim do mês.

A Comissão Européia, braço executivo do bloco, sugeriu que o embargo às carnes fosse mantido nos três Estados, mas que não atingisse outros locais. A Comissão também sugeriu que novos testes sejam exigidos para que o pescado brasileiro entre no mercado. Mas deu a entender que o controle de resíduos em frutas e carnes estava aprovado.

Um dos fatores que pode estar atrasando uma decisão dos veterinários é o Brasil ter enviado as informações solicitadas pela UE no último dia útil de agosto, prazo final dado pelos europeus para que Brasília desse alguma explicação sobre a situação no País. Diplomatas brasileiros em Bruxelas evitaram o pior avisando o Ministério da Agricultura da necessidade das informações. Caso contrário, o embargo entraria em vigor no primeiro dia de setembro.

Nos próximos dias, enquanto os veterinários europeus estudam a situação no País, o setor privado promete fazer pressão por barreiras. Isso porque o problema fitosanitário acaba se tornando uma justificativa para que os europeus tentem impedir a concorrência brasileira.

Itália, Holanda e Reino Unido estão entre os cinco maiores destinos das exportações nacionais de carnes no mundo. Novas barreiras, portanto, poderiam afetar diretamente a balança comercial em 2006. Entre janeiro e julho, as exportações de carne bovina chegaram a US$ 2 bilhões, 15% a mais que o mesmo período de 2005.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)