Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/11/2008 05:52

Impasse entre Fetems e governador será decidido no STF

Fábio Pellegrini, Campo Grande News

Após mais uma tentativa, por parte da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), em convencer o governador André Puccinelli a retirar sua assinatura da ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) que julga inconstitucional a lei federal 11.738, o chefe do Executivo estadual reafirmou que não vai recuar.

Em reunião realizada hoje entre as partes na governadoria, André chegou a ceder, mas não por completo. “Ele aceitou o novo piso salarial, mas não a jornada de trabalho”, disse o presidente da Fetems, Jaime Teixeira, ao fim do encontro.

Há uma semana, a classe entregou uma planilha que projetava em quanto a aprovação do piso salarial dos professores iria impactar a folha de pagamento dos servidores da Educação.

De acordo com o documento apresentado pela Fetems na ocasião, a folha passaria de R$ 40 milhões para R$ 45 milhões, apenas com professores da categoria magistério, sem contar os especialistas. Também seria necessária a contratação de cerca de 1.900 novos professores, número já cogitado pelo próprio governo.

Jaime disse que a classe agora aguarda a decisão final do STF (Superior Tribunal Federal), que já sofre forte pressão por parte de parlamentares e senadores.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)