Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/11/2004 16:40

Idec quer proibir uso do ''pó da China'' no Brasil

Danielle Gurgel e Shaiana Campello /ABr

Brasília – O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) quer a proibição total do uso do agrotóxico Pentaclorofenol, também conhecido como "pó da China", no Brasil. O produto é usado para conservação da madeira, desde que esta não entre em contato com nenhum tipo de alimento. De acordo com o Idec, a maravalha (espécie de serragem) da madeira tratada – usada na "cama de frangos" em alguns estados – pode contaminar adubos à base de esterco de aves, vendidos para uso na agricultura e jardinagem, com resíduos de Pentaclorofenol.

O coordenador executivo do Idec, Sezifredo Paz, explicou que a madeira tratada com o produto deveria ser utilizada apenas em construções, e jamais entrar em contato com alimentos. "Com a contaminação do adubo feito a partir da maravalha, nos preocupa a contaminação dos alimentos produzidos com esses adubos, e do próprio frango que fica em cima dessa cama".O instituto teme também que essa madeira seja usada na fabricação de caixas para acondicionamento de frutas e verduras, espetinhos, palitos e utensílios de cozinha, e entre em contato com os alimentos.

O Idec encaminhou, em agosto de 2003, aos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente e à (Anvisa) resultados de análises que a entidade realizou em carne de frango e em adubos à base de esterco de frango. O teste foi feito para esclarecer uma denúncia de que a maravalha contaminada era usada como cama de aviário. De acordo com o Idec, as análises feitas no Instituto Adolfo Lutz confirmaram a presença do Pentaclorofenol em amostras de adubos do Paraná e de Santa Catarina. O instituto notificou os órgãos para que avaliem a possibilidade de proibição total do produto no Brasil. "Este agrotóxico é considerado cancerígeno e é proibido em diversos países do mundo", declarou o coordenador.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)