Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/03/2005 16:04

IBGE: país perde 13% da safra de grãos entre o plantio

Cristiane Ribeiro / ABr

Cerca de 13% da safra brasileira de arroz, feijão, milho, soja e trigo se perdem entre o plantio, a colheita, o transporte e a armazenagem. Um estudo inédito do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta terça-feira mostra que, entre 1996 e 2002, o país deixou de colher cerca de 28 milhões de toneladas de grãos. O ano mais crítico foi o de 2000, quando se deixou de colher 6,6 milhões de toneladas e a cultura do trigo foi a mais prejudicada, com perdas da ordem de 4,1 milhões de toneladas, ou seja, 32% da produção.

Durante a colheita, por exemplo, as perdas destes grãos ocorrem por causa da falta de manutenção das máquinas ou pelas limitações da colheita manual. Em cada 10 sacas, 1,3 se perde. O desperdício maior, no entanto, ocorre no transporte e na armazenagem.

A publicação Indicadores Agropecuários 1996-2002 mostra que as perdas antes da colheita estão relacionadas a fatores climáticos e às doenças da lavoura. Na avaliação do coordenador de Agropecuária do IBGE, Carlos Alberto Lauria, estes fatores não podem ser controlados, mas devem ser amenizados com investimentos. "No caso da seca, o produtor pode proteger sua cultura investindo em irrigação. No caso da chuva, é recomendável que o produtor faça um gerenciamento para saber a melhor época de plantio e quanto às doenças, o uso de defensivos ainda é a melhor prática", disse.

Para Lauria, as perdas com o transporte só serão resolvidas com a melhoria da infra-estrutura das estradas. Cerca de 67% da produção brasileira é escoada pelas rodovias, que em sua maioria (80%) apresentam mal estado de conservação. Dados da Confederação Nacional de Agricultura indicam que o prejuízo com o derrame de grãos durante o transporte rodoviário chega a R$ 2,7 bilhões a cada safra.

Quanto ao armazenamento, as perdas estão relacionadas à falta de mão-de-obra qualificada para o manuseio dos grãos e também pelas condições inadequadas dos silos de estocagem.

O engenheiro agrônomo da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), Nilton Pereira da Costa, especialista em soja e que também participou do estudo, disse que a expectativa de perda de soja para a safra 2004/2005 é de 44 milhões de sacas, ou seja, 2,6 milhões de toneladas, o que corresponde a quase 3% da produção estimada para este ano. Em valores, as perdas chegam R$ 1,3 bilhão, dinheiro que, conforme explicou, daria para comprar 12 mil tratores, ou 62 mil carros populares, ou ainda 8,2 milhões de cestas básicas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)