Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/03/2004 13:53

IBGE mostra que esgoto o é a principal fonte de poluição

Cristiane Ribeiro / ABr

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta segunda-feira, Dia Mundial da Água, uma publicação que revela, em mapas, a real situação dos recursos hídricos no país entre 1998 e 2000. O Atlas do Saneamento mostra que o esgoto sanitário, que é coletado em pouco mais da metade (52,2%) dos 5.507 municípios brasileiros, é a principal fonte de poluição de nossos rios e lagoas. Em onze anos, a cobertura da rede de esgoto no país aumentou apenas 10%. Para se ter uma idéia, a bacia do Rio Paraíba do Sul, a mais densamente povoada do país, apresentou níveis de poluição por coliformes fecais duas vezes maior do que o padrão estabelecido pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

Já o abastecimento de água atinge praticamente toda a população. Apenas 2,4% dos brasileiros, a maior parte nas regiões Norte e Nordeste, não têm acesso à rede de água, sendo obrigados a usar chafarizes, fontes, poços artesianos ou caminhões pipas.

Uma informação relevante é que de todo o volume de água distribuída no país, 7,2% não recebem qualquer tipo de tratamento. O percentual é quase duas vezes maior do que o registrado em 1989 (3,9%).

Para a coordenadora de Geografia do IBGE, Maria Luiza Castello Branco, a maior disponibilidade econômica das regiões Sudeste e Sul permite que os serviços de saneamento básico sejam mais estruturados, “enquanto nas regiões Norte e Nordeste, além do fator econômico, a própria dispersão da população dificulta a universalização destes serviços”.

A coleta de lixo é apontada como o serviço básico de saneamento de maior abrangência do país. O problema é a destinação final, pois 63% dos municípios utilizam os lixões. No período das chuvas, a água arrasta o lixo para as galerias pluviais, provocando inundações e trazendo doenças como a leptospirose e a diarréia. “Existe um movimento que são os comitês de bacias hidrográficas, criados para gerir os conflitos relativos ao tratamento e ao uso da água. Então, a proposta é o fortalecimento desses comitês”, acrescentou Maria Luiza.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)