Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/10/2007 17:52

IBGE abre ao público uso de imagens de satélite

Norma Nery/ABr

Rio de Janeiro - Órgãos do governo federal, instituições de pesquisa e usuários não comerciais terão acesso, partir de hoje (22), à imagens de satélite de alta resolução para fins de monitoramento de desastres ambientais, levantamento de recursos naturais e elaboração de cartas e mapas.

O recurso está disponível no portal Alos (Advanced Land Observing Satellite) lançado oficialmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em sua página na internet. A iniciativa resulta de acordo de cooperação científica firmado em 25 de outubro de 2006 entre o IBGE e a Agência Espacial Japonesa (Jaxa), que criou o Alos e montou uma rede mundial de distribuição de dados com base em diversos países.

O diretor do Departamento de Geociências do IBGE, Luís Paulo Souto Fortes, disse que a entrada em operação do satélite no Brasil "vai subsidiar o IBGE na melhora do conhecimento do território, através da produção de cartas e mapas atualizadas de todo o território nacional".

Fortes destacou a aplicação do recurso na área de meio ambiente, por meio da obtenção de imagens de alta resolução, com o uso de um sensor multi-espectral, que vai contribuir especialmente para a região amazônica.

"O problema histórico que existe no mapeamento da Amazônia é uma permanente cobertura de nuvens, o que impossibilita a fotografia aérea do território e a captação por sensores orbitais, ou seja, a partir de satélites usando sensores óticos. Na medida em que a gente utiliza um sensor de radar, o sinal penetra nas nuvens e é possível obter uma imagem excelente do território", explicou.

Durante o lançamento do portal Alos, na abertura dos trabalhos do Congresso Nacional de Cartografia, no Rio de Janeiro, o diretor do IBGE informou que o acesso ao site é gratuito, mas a aquisição das imagens tem um custo associado equivalente a aproximadamente US$ 125 por imagem captada pelo satélite, independente do tipo e de cena adquirida.

"Esse custo, que está associado à distribuição da imagem, já prevê o uso científico e não comercial das cenas. O custo é extremamente reduzido", disse.

O endereço eletrônico do portal Alos é www.ibge.gov.br/alos.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)