Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/02/2007 08:34

Ibama: STF indefere liminar pedida pelos servidores

STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) indeferiu liminar no Mandado de Segurança (MS) 26021, impetrado pela Associação dos Servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Asibama), contra atos do Tribunal de Contas da União (TCU) e do diretor de Administração e Finanças do Instituto, que determinaram a exclusão de parcelas decorrentes de planos econômicos, pretensamente incorporadas aos vencimentos dos servidores e pensionistas do Ibama.

No mandado, a associação pedia liminar para impedir a retirada, das remunerações de seus filiados, dos percentuais decorrentes de planos econômicos - exceto os 26,05% referentes à Unidade Referência Padrão, URP, de fevereiro de 1989, que já foi objeto de outro mandado de segurança no Supremo.

A Asibama argumenta que o ato contestado tem como princípio o fato de que, após a concessão de aumentos salariais e a reestruturação da Carreira de Especialista de Meio Ambiente, “haveria a absorção dos percentuais relativos a planos econômicos e o conseqüente exaurimento dos efeitos das coisas julgadas que beneficiam os filiados” da associação. Segundo a impetrante, a retirada das vantagens viola os princípios constitucionais da imutabilidade da coisa julgada, da separação dos poderes, da segurança jurídica e do devido processo legal.

Decisão

A relatora, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, lembra que os servidores filiados à associação obtiveram liminar no MS 25921, para que se mantivesse o pagamento da parcela salarial relativa à URP do mês de fevereiro de 1989. E que no presente mandado, requerem que não sejam retirados das remunerações os percentuais decorrentes de planos econômicos, concedidos por decisões judiciais transitadas em julgado.

Segundo ela, o TCU esclareceu que no acórdão 2562/2004, ficou constatado “a inclusão, nos proventos dos interessados, de parcelas relativas a planos econômicos em vista de decisão judicial, calculadas sobre o somatório das demais rubricas que compõem os proventos dos interessados”. Este acórdão “analisou cada ato de aposentação, de forma individualizada”, determinando que o Ibama considere ilegal a incorporação, em caráter permanente, de parcelas relativas a planos econômicos em vista de decisão judicial, “mesmo aquelas agregadas às respectivas remunerações posteriormente à própria decisão judicial”.

Ao indeferir a liminar no MS 26021, Cármen Lúcia conclui afirmando que apreciar as alegações da associação requereria o exame de cada decisão judicial transitada em julgado, para se concluir pela ofensa, ou não, da coisa julgada. “Isso exigiria, no mandado de segurança, prova pré-constituída, não apresentada na presente ação”, disse.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)