Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/12/2006 17:32

Ibama lança campanha contra pesca ilegal

Uma campanha contra a pesca ilegal foi lançada no Acre para e evitar que os peixes sejam capturados no período do defeso (quando a atividade fica proibida) e para divulgar as leis brasileiras referentes à área.

A ação é uma parceria entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Organização Não-Governamental WWF-Brasil e agentes ambientais voluntários. A campanha vai ocorrer nas cidades de Sena Madureira e Manuel Urbano e também no município amazonense de Boca do Acre.

Segundo a analista ambiental do Ibama no Acre, Rosana D’arrigo, a ação foi lançada somente no Acre para dar continuidade ao projeto Purus, que é um trabalho que procura mostrar a situação real da pesca na região: “é uma campanha lançada em função das atividades que estão acontecendo no projeto".

Segundo ela, lá foi feito um diagnóstico participativo nas comunidades, depois as comunidades implementaram acordos de pesca para proteger e fazer a conservação de alguns lagos. "E aí, para contribuir, lançamos essa campanha pra sociedade inteira saber que os agentes estão lá, que existe a lei para proteger os recursos pesqueiros”.

O técnico do Programa Amazônia do WWF- Brasil, Antonio Oviedo, diz que a campanha pretende conscientizar pescadores, empresários, e consumidores sobre a importância da legislação da pesca e de se respeitar o período do defeso. “Para que o consumidor não compre um pescado com um tamanho inferior do que permitido na legislação. E também um dono de restaurante, quando for comprar um peixe, exigir que o peixe seja do tamanho admitido pela legislação da pesca”.

Antonio disse ainda que serão feitas audiências públicas para discutir a inclusão de outras espécies no período do defeso, como a mandi, e a curimatã, por exemplo. A época de reprodução dos peixes nos estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia e Amapá vai até dia 15 de março. Durante esse tempo fica proibida a pesca, o transporte e a comercialização de algumas espécies.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)